Ir para o conteúdo principal

Deputados e Empresários do Setor Mineral

A- A+

Governador interino, José Vitti, discute cobrança de taxa com empresários do setor mineral

O Governador interino José Vitti se reuniu nesta quarta-feira,13, no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, com representantes de sindicatos da indústria da mineração e empresários do setor para discutir a cobrança da taxa única de fiscalização sobre retirada de minérios que incide sobre a atividade no Estado. Participaram da reunião também os deputados Carlos Antonio e Marquinho Palmerston. Vitti foi procurado pelo presidente da Associação Brasileira de Empresas de Pesquisas Mineral, Luiz Antônio Vessâni, para que seja encontrada uma solução sobre a forma de cobrança da taxa, que segundo empresários da cadeia mineral, traz muitas dificuldades para o segmento.

O Governador interino José Vitti (PSDB) se reuniu nesta quarta-feira,13, no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, com representantes de sindicatos da indústria da mineração e empresários de grandes empresas do setor para discutir a cobrança da taxa única de fiscalização sobre retirada de minérios que incide sobre a atividade no Estado. Participaram da reunião também os deputados Carlos Antonio (PSDB) e Marquinho Palmerston (PSDB).

O presidente da Associação Brasileira de Empresas Pesquisas Mineral, Luiz Antônio Vessâni, procurou Vitti para que seja encontrada uma solução sobre a forma de cobrança da taxa, que segundo ele e empresários da cadeia mineral, traz muitas dificuldades para o segmento.

A taxa de 7,5% foi instituída pela lei nº 11.651, de 26 de dezembro de 1991, e regulamentada pela lei nº 17.914, de dezembro de 2012. Após negociações com o Governo do Estado e o segmento foi apresentado em 2015 um novo projeto de lei reduzindo o porcentual da taxa para 3,5%. No entanto o Governador Interino entende que o projeto será retirado de pauta até a realização de novos estudos e mais diálogo com o setor produtivo para a definição de critérios de cobrança da taxa.

José Vitti diz que a lei de 1991 não deve existir mais, pois, segundo ele, traz grandes prejuízos para o setor mineral e encontrar uma solução para não cobrar pelo retroativo desde o início da vigência da lei de 1991. “É uma taxa que foi criada de maneira absolutamente equivocada. De forma que ela deve ser eliminada e posteriormente pensado algo que possa ser viável para o Estado e todo o setor mineral. Foi uma lei muito mal elaborada, pois cobra uma taxa linear sobre tonelada de minério”, disse.

O Governador Interino falou ainda sobre a preocupação do setor mineral com Medidas Provisórias (MPs) que tramitam no Congresso Nacional e que podem mexer com a atividade no País. “O que queremos é segurança jurídica para o empreendedor mineral e não mais problemas que afetam a mineração que gera milhares de empregos e representa muito para a economia do Brasil e de Goiás”, pontuou.      

Assembleia em Tempo Real

18/06/2018

21:20 - Bruno Peixoto encerra a sessão solene de entrega da Medalha Pedro Ludovico Teixeira

21:11 - Bispo agradece homenagem, relembrando a história da Igreja de Deus

21:04 - Pastor agradece homenagem e destaca papel de Deus

21:01 - Homenageados recebem Medalhas do Mérito Legislativo

20:44 - Bruno Peixoto se diz feliz em homenagear a Igreja de Deus

20:37 - Tem inicio a sessão solene em homenagem à Igreja de Deus no Brasil

18:28 - Inglês Instrumental é ministrado aos servidores da Casa Legislativa

17:41 - Projeto de Dr. Antonio prevê criação do Estatuto do Portador de Diabetes

16:40 - Diego Sorgatto quer proibir cobranças adicionais a alunos com deficiência

15:57 - Projeto prevê isenção de imposto sobre armas de fogo para Guarda Civil Metropoliana

14:51 - Projeto de Marlúcio Pereira prevê fornecimento de insumos a pacientes do SUS

13:48 - Bruno Peixoto apresenta projeto de alteração para retirar a gasolina e o óleo diesel da alíquota de imposto

12:54 - Placas em Braille poderão ser instaladas em terminais rodoviários de Goiás

12:02 - Governadoria apresenta projeto que altera cargos da Controladoria Geral do Estado

11:03 - Jeferson Rodrigues quer reuso de água para fins não potáveis

10:07 - Alunos e professoras da Escola Gracinda de Lourdes elogiam projeto Escola no Legislativo

09:43 - Governo apresenta projeto de lei que faz readequação de receitas de Fundos e Autarquias

08:46 - Projeto torna obrigatório teste de HIV em todas as doações de sangue em Goiás

08:35 - Sancionada lei que revoga dispositivo sobre pedágio no trecho Morrinhos - Caldas Novas

07:56 - Alego recebe, em instantes, visita de alunos da Escola Estadual Gracinda de Lourdes

07:17 - Projeto prevê a presença de psicólogos em escolas públicas

06:53 - Início das atividades

15/06/2018

20:47 - Encerramento das atividades

20:37 - Sessão solene de homenagens é encerrada no Plenário da Alego

Assembleia Legislativa do Estado de Goiás - Palácio Alfredo Nasser - Alameda dos Buritis, 231
Setor Oeste - CEP: 74115-900 - Tel: (62) 3221-3000.

Carregando...