Ir para o conteúdo principal
  • 13
  • Set.
  • 2017
  • 18:48

Deputados e Empresários do Setor Mineral

A- A+

Governador interino, José Vitti, discute cobrança de taxa com empresários do setor mineral

O Governador interino José Vitti se reuniu nesta quarta-feira,13, no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, com representantes de sindicatos da indústria da mineração e empresários do setor para discutir a cobrança da taxa única de fiscalização sobre retirada de minérios que incide sobre a atividade no Estado. Participaram da reunião também os deputados Carlos Antonio e Marquinho Palmerston. Vitti foi procurado pelo presidente da Associação Brasileira de Empresas de Pesquisas Mineral, Luiz Antônio Vessâni, para que seja encontrada uma solução sobre a forma de cobrança da taxa, que segundo empresários da cadeia mineral, traz muitas dificuldades para o segmento.

O Governador interino José Vitti (PSDB) se reuniu nesta quarta-feira,13, no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, com representantes de sindicatos da indústria da mineração e empresários de grandes empresas do setor para discutir a cobrança da taxa única de fiscalização sobre retirada de minérios que incide sobre a atividade no Estado. Participaram da reunião também os deputados Carlos Antonio (PSDB) e Marquinho Palmerston (PSDB).

O presidente da Associação Brasileira de Empresas Pesquisas Mineral, Luiz Antônio Vessâni, procurou Vitti para que seja encontrada uma solução sobre a forma de cobrança da taxa, que segundo ele e empresários da cadeia mineral, traz muitas dificuldades para o segmento.

A taxa de 7,5% foi instituída pela lei nº 11.651, de 26 de dezembro de 1991, e regulamentada pela lei nº 17.914, de dezembro de 2012. Após negociações com o Governo do Estado e o segmento foi apresentado em 2015 um novo projeto de lei reduzindo o porcentual da taxa para 3,5%. No entanto o Governador Interino entende que o projeto será retirado de pauta até a realização de novos estudos e mais diálogo com o setor produtivo para a definição de critérios de cobrança da taxa.

José Vitti diz que a lei de 1991 não deve existir mais, pois, segundo ele, traz grandes prejuízos para o setor mineral e encontrar uma solução para não cobrar pelo retroativo desde o início da vigência da lei de 1991. “É uma taxa que foi criada de maneira absolutamente equivocada. De forma que ela deve ser eliminada e posteriormente pensado algo que possa ser viável para o Estado e todo o setor mineral. Foi uma lei muito mal elaborada, pois cobra uma taxa linear sobre tonelada de minério”, disse.

O Governador Interino falou ainda sobre a preocupação do setor mineral com Medidas Provisórias (MPs) que tramitam no Congresso Nacional e que podem mexer com a atividade no País. “O que queremos é segurança jurídica para o empreendedor mineral e não mais problemas que afetam a mineração que gera milhares de empregos e representa muito para a economia do Brasil e de Goiás”, pontuou.      

Assembleia em Tempo Real

22/11/2017

17:36 - Álvaro Guimarães encerra reunião da CCJ e abre trabalhos da Comissão Mista

17:28 - Aberta reunião extraordinária da CCJ no Auditório Solon Amaral

17:20 - Sessão ordinária é encerrada nesta tarde

17:16 - Mesa Diretora autoriza abertura da CPI dos Combustíveis

16:48 - José Nelto cobra do Estado investimentos com recursos da privatização da Celg

16:47 - Aprovado, em Plenário, projeto do Governo que autoriza repasse de recursos a entidades filantrópicas

16:36 - Karlos Cabral pede que programa do Ipasgo para mulheres não seja cancelado

16:36 - Encerrada reunião da CPI da Goiás Turismo

16:14 - Reuniões da Comissão Mista e CCJ são convocadas extraordinariamente

16:01 - Da tribuna, Santana Gomes apoia mudanças no Regimento Interno

15:57 - Henrique Arantes sugere reforma no Regimento Interno para valorização da Assembleia

15:51 - Lissauer Vieira destaca construção da plataforma multimodal para Ferrovia Norte-Sul em Rio Verde

15:26 - Presidente anuncia mudanças na marcação de ponto dos deputados

15:22 - Alego recebe projeto do Governo do Estado

15:12 - Mesa Diretora recebe requerimentos e proposituras de sete deputados na sessão desta 4ª-feira

15:10 - Francisco Jr encerra a reunião da Comissão de Finanças no Auditório Solon Amaral

15:04 - Presidente José Vitti abre sessão ordinária no Plenário Getulino Artiaga

14:55 - Aberta mais uma etapa de oitiva da CPI da Goiás Turismo

14:17 - Reunião da Comissão de Finanças é aberta para debater a Lei Orçamentária Anual de 2018

13:00 - Carlos Antonio define com Ministério Público datas do curso para Conselheiros Tutelares

12:33 - Mesa Diretora vai deliberar sobre CPI dos Combustíveis hoje à tarde

11:50 - Virmondes Cruvinel quer contribuir com Cevam com projetos para melhorar segurança da mulher

10:21 - Representante do Governador avalia questões colocadas no debate sobre segurança e mulher

10:09 - Henrique Arantes faz projeção política sobre o PTB para 2018

Assembleia Legislativa do Estado de Goiás - Palácio Alfredo Nasser - Alameda dos Buritis, 231
Setor Oeste - CEP: 74115-900 - Tel: (62) 3221-3000.

Carregando...