Ir para o conteúdo principal

A- A+

Superintendente da Sefaz diz que Goiás conseguiu manter superávit primário no primeiro quadrimestre

O Superintendente Executivo da Dívida Pública da Secretaria de Estado da Fazenda, Sílvio Vieira da Luz, ao apresentar a avaliação das metas fiscais para o primeiro quadrimestre de 2018, indicou que Goiás tem conseguido manter um superávit primário positivo, ou seja, houve mais receitas do que despesas. De acordo com ele, há uma redução gradual da dívida consolidada líquida em relação à receita corrente líquida.

Sílvio da Luz participa da audiência pública proposta pela Comissão de Tributação, Finanças e Orçamento da Assembleia Legislativa, para debater cumprimento das metas fiscais referentes ao 1º quadrimestre de 2018. O evento cumpre determinação do parágrafo 4º, do artigo 9º, da Lei de Responsabilidade Fiscal.

“Do somatório das receitas primárias e de capital, tivemos o resultado de R$ 7.089.827.000,00, entre janeiro e abril de 2018. A soma das despesas correntes líquidas e despesas de capital líquidas resultou no total de despesas pagas, inclusive com restos a pagar pagos, de R$ 6.936.885.000,00. Isso significa que o resultado primário foi positivo em R$ 152.942.000,00 no período. O resultado primário estimado para o período era de R$ 12.899.000,00, mas atingimos saldo positivo de R$ 152.942.000,00”, afirmou o superintendente.

Sílvio da Luz disse que houve um esforço dedicado ao longo dos últimos anos para reduzir a relação entre dívida consolidada líquida em relação à receita corrente líquida. De acordo com ele, essa relação estava em 1997 era de 3,52, e agora está em 0,86%.

“Os esforços contribuíram para a redução gradual da dívida consolidada líquida em relação à receita corrente líquida, dentro dos parâmetros adotados pela Secretaria do Tesouro Nacional. Em 2015, essa relação estava em 1,03; hoje, estimativa para o final do ano é de 0,86”, afirmou.

Sílvio da Luz argumenta que os dados de Goiás são favoráveis em relação ao Centro-Oeste e à média nacional. De acordo com ele, a situação de emprego no Estado é melhor do que a média do País.

“A conjuntura temos comparação do PIB com a inflação do país. Estamos bem favorecidos em comparação ao resto do país e ao Centro-Oeste. Em relação às taxas de ocupação, temos em Goiás 10,2% enquanto no país o índice de desemprego chega a 13,1%”, disse.

A arrecadação tem apresentado melhoras e crescido, inclusive, acima da inflação do período, segundo as informações de Sílvio da Luz. Para o superintendente, houve bons índices em relação ao primeiro quadrimestre de 2018.

 “Em relação ao comparativo da receita tributária ao mesmo período do ano passado, tivemos incremento de arrecadação do ICMS, do IPVA, ITCD, IRRF e tivemos leve redução com taxas, que caiu de R$ 501 milhões para R$ 402 milhões. Em relação à evolução das transferências, tivemos um aumento no repasse do Fundeb de 6,52% em relação ao ano passado”, afirmou o superintendente.

Sílvio da Luz disse que o orçamento global do Estado tem apresentado crescimento gradual nos últimos três anos, apesar do contexto nacional de dificuldades econômicas. Os dados também demonstram o peso que a receita tributária tem em relação ao valor total do orçamento anual do Estado.

“Em relação ao crescimento da receita corrente líquida, tivemos um crescimento gradual entre 2016, 2017 e 2018, que alcançaram, respectivamente, os valores de R$ 19 bilhões, R$ 21 bilhões e R$ 22 bilhões. Percentualmente, a receita tributária alcança 59,91% do total da receita corrente líquida”, afirmou.

Assembleia em Tempo Real

23/01/2019

20:06 - Encerramento das atividades

19:26 - Reunião da CCJ é encerrada com pedido de vista ao projeto que trata da Reforma Administrativa

19:16 - CCJ é aberta no Auditório Solon Amaral

19:10 - Encerrada sessão extra em Plenário e CCJ é convocada

19:00 - Modificação na legislação que dispõe sobre as OS é aprovada em Plenário

18:55 - Etapa inicial da reforma administrativa é emendada em Plenário

18:47 - Talles Barreto cobra mais eficiência do novo Governo

18:43 - Presidente abre nova sessão extraordinária na tarde desta quarta-feira

18:40 - Álvaro Guimarães encerra reunião da Mista e deputados seguem para trabalhos do Plenário

18:35 - Primeira etapa da reforma administrativa é aprovada pela Comissão Mista

17:24 - Mista aprova matéria que visa regulamentar obrigações trabalhistas com funcionários de OS

16:58 - Helio de Sousa afirma que Governo pode pagar salário de dezembro, independentemente de votação da LOA

16:52 - CCJ é encerrada e Comissão Mista tem início

16:50 - CCJ faz sabatina com Eurípedes Barsanulfo, indicado para Conselho Regulador da AGR

16:47 - Lívio Luciano comunica perspectiva de entrega do relatório referente à LOA

16:43 - Governador envia modificações no Fundo de Aporte à Celg D e na política de melhoria de distribuição de energia

16:30 - CCJ aprova Decreto de Calamidade Financeira no Estado enviado pelo Governo

15:40 - Reunião extraordinária da CCJ é aberta

15:34 - Deputados solicitam votação de decreto que preserva incentivos à cultura e esportes

15:31 - Presidente convoca reunião das Comissões e encerra plenária

15:26 - Mais dois projetos do Governo foram lidos na sessão desta tarde

15:07 - Segunda sessão da convocação extraordinária é aberta em Plenário

12:51 - Helio de Sousa revela razão de seu êxito parlamentar em cinco legislaturas

11:22 - Talles Barreto propõe alteração em lei que beneficia servidor portador de deficiência

Assembleia Legislativa do Estado de Goiás - Palácio Alfredo Nasser - Alameda dos Buritis, 231
Setor Oeste - CEP: 74115-900 - Tel: (62) 3221-3000.

Carregando...