Ir para o conteúdo principal

A- A+

Isaura Lemos diz que audiência sobre moradia popular foi impedida de acontecer em Inhumas

Durante o Pequeno Expediente, a deputada Isaura Lemos (PCdoB) disse que achou estranho que uma audiência pública com mais de mil famílias, em que foi discutida a questão da moradia popular, fosse impedida de ser realizada em uma feira coberta no município de Inhumas. De acordo com ela, o uso do som no local foi impedido pela Prefeitura Municipal.

“Quero manifestar estranheza sobre o que ocorreu ontem em Inhumas. Nosso movimento visa conscientizar sobre o direito constitucional à moradia. Muitos não sabem disso, especialmente porque são famílias humildes e que não conseguem entrar em programas sociais que possam atendê-los. Lá, em Inhumas, reunimos mil famílias e achamos estranho que fôssemos impedidos de usar som em uma feira”, afirmou a deputada.

Isaura Lemos informou que o clima esquentou e quase houve um embate entre populares e os dois agentes do município que impediram o uso do equipamento de som. Para ela, o Movimento pela Casa Própria é uma iniciativa que procura beneficiar famílias carentes em todo o Estado de Goiás.

“Chegaram dois agentes da prefeitura, que impediram que o som fosse ligado. A população quase foi ao embate, mas conseguimos resolver. Vamos procurar a prefeitura para entender porque o movimento foi reprimido. Remarcamos a audiência para a próxima semana. Esse é um movimento justo, que conseguiu moradia para mais de 40 mil famílias em Goiás. Fizemos já audiência em Trindade, Palmeiras e Anápolis, onde existem núcleos do Movimento pela Casa Própria”, afirmou a deputada.

Isaura Lemos aproveitou o pronunciamento da tribuna para defender que seja implantado atendimento psicológico nas escolas públicas estaduais. A parlamentar argumenta que a medida poderia evitar que crianças e adolescentes ingressassem no mundo da violência e das drogas.

“Reafirmo meu compromisso com a causa dos psicólogos escolares. Sou sempre solicitada por famílias para que se tenha assistência psicológica nas escolas públicas estaduais. Sabemos as dificuldades que as famílias enfrentam, como o acesso às drogas e a falta de opções de lazer. As famílias de baixa renda precisam do apoio desses profissionais”, afirmou a deputada.

Assembleia em Tempo Real

21/01/2019

17:00 - Encerramento das atividades

12:34 - Seguindo avanços no País, Goiás amplia políticas que valorizam o parto humanizado

11:16 - Decreto de posse de armas divide opiniões na Assembleia Legislativa

09:21 - Luis Cesar Bueno propõe política de valorização do artesanato goiano

07:12 - PEC que trata do reconhecimento jurídico da carreira de oficial militar tramita na Assembleia

06:50 - Início das atividades

18/01/2019

13:12 - Encerramento das atividades

12:52 - Primeira prova do concurso da Alego ocorre neste domingo, dia 20

11:02 - Protagonista dos últimos meses Lívio Luciano faz balanço de seu trabalho como deputado

10:42 - Henrique Arantes quer revogação de lei sobre isonomia e pensões

09:49 - José Nelto propõe que municípios goianos do entorno do DF se tornem região metropolitana

08:51 - Bruno Peixoto defende inserção da Romaria de Guarinos no Calendário Cultural de Goiás

07:17 - Talles Barreto propõe alteração em lei que beneficia servidor portador de deficiência

06:55 - Início das atividades

17/01/2019

13:07 - Encerramento das atividades

12:33 - Pojeto de lei de Simeyzon Silveira visa desenvolver programas assistenciais

11:03 - Projeto obriga hospitais a ter equipamentos para mamografia em mulheres deficientes

09:07 - Festival de Orquídeas de Piracanjuba pode integrar calendário oficial do Estado

07:21 - Proposta prevê contrapartida a empresa que financiar bolsas de estudo

06:51 - Início das atividades

16/01/2019

13:29 - Encerramento das atividades

12:55 - Descumprimento de Lei que combate crimes contra a mulher está apta a análise do Plenário

11:34 - Deputados manifestam pesar pela morte do juiz Adir Barreto

11:34 - Francisco Oliveira admite sessões extras na Assembleia a partir de 22 de janeiro

Assembleia Legislativa do Estado de Goiás - Palácio Alfredo Nasser - Alameda dos Buritis, 231
Setor Oeste - CEP: 74115-900 - Tel: (62) 3221-3000.

Carregando...