Ir para o conteúdo principal

A- A+

Virmondes repercute lei federal que dispensa documento autenticado em órgão público

O presidente Michel Temer (MDB-SP) sancionou nessa terça-feira, 9, a Lei 13.726/18 que dispensa a apresentação de documento autenticado e firma reconhecida em órgãos públicos. O texto também acaba com a exigência de apresentação de certidão de nascimento.

O intuito é simplificar as formalidades e exigências feitas ao cidadão e consideradas, em muitos casos, desnecessárias. Além disso, a justificativa do Congresso Nacional destaca que essas burocracias geram custo econômico e social maior que um eventual risco de fraude.

A nova regra torna responsabilidade do funcionário público, seja ele federal, estadual ou municipal, a comparação entre os documentos originais e suas cópias. Com isso, pretende-se facilitar a checagem da autenticidade dos dados dos trabalhadores, assim como a confirmação da semelhança entre as assinaturas presentes nos documentos e as escritas na frente do servidor.

De acordo com o deputado estadual Virmondes Cruvinel (PPS), tal iniciativa é muito importante porque reflete a vontade do cidadão. “Cada vez mais as pessoas têm buscado a desburocratização. Vejo essa lei de forma positiva pois seu intuito facilitará a prestação de serviços à população brasileira”, disse.

Desburocratização em Goiás

Virmondes, por sinal, tem legislado no sentido da desburocratização em termos regionais. No sentido de simplificar os serviços prestados à sociedade, ele cita a Lei Estadual nº 20.293/18 que deriva do processo legislativo nº 499/18 de sua autoria. A Lei permite que advogados autentiquem documentos em âmbito de processo administrativo no Estado de Goiás.

Na justificativa do processo, o parlamentar argumentou que a propositura visa maximizar e facilitar o exercício da advocacia no âmbito do processo administrativo estadual, garantindo o pleno exercício deste profissional indispensável à administração da Justiça, nos termos do artigo 133 da Constituição Federal.

"Aproveitamos o ensejo para asseverar que a propositura é escorreita e não ofende a competência reservada privativamente ao chefe do Poder Executivo, vez que não se trata de regime jurídico de servidor público, muito menos da estrutura administrativa, atendendo-se tão somente à procedimentos da processualística administrativa estadual", afirmou o deputado.

Assembleia em Tempo Real

17/06/2019

20:27 - Tem início sessão solene em homenagem à Faculdade Unievangélica

19:00 - Cairo Salim promove debate sobre segurança em unidades de saúde

18:51 - Karlos Cabral declara aberta audiência pública em Ceres para debater LDO 2020

18:00 - Audiência pública defende criação de centro de referência de autismo

17:41 - Plenário Walter Alves da Câmara de Ceres pronto para sediar 8ª audiência pública sobre a LDO

17:04 - Terça Cultural recebe exposição "Difusão Paralela" de alunos da UFG

16:40 - Quatro matérias são aprovadas pela Comissão de Educação em reunião na tarde desta segunda-feira

16:15 - Antônio Gomide presta homenagem aos 72 anos da Associação Educativa Evangélica

16:03 - Deputados visitam obra inacabada do Hospital de Uruaçu

15:20 - Projeto dispõe sobre aplicação de multa administrativa ao agressor de vítimas de violência doméstica

14:02 - Virmondes Cruvinel quer a proibição de cursos na área da Saúde na modalidade ensino à distância

13:15 - Adriana Accorsi propõe a instituição da "Jornada Acadêmica"

12:17 - Projeto que faz nova licitação de placas e tarjetas do Detran tramita na Comissão Mista

11:40 - Encerrada audiência pública que debateu fatores motivadores da violência escolar

11:35 - Deputada Adriana Accorsi abre espaço para debate público em audiência

11:34 - Karlos Cabral declara encerrada audiência pública sobre LDO em Uruaçu

11:31 - 13ª Edição do Escola no Legislativo recebe alunos da Escola Frei Nazareno Confaloni

11:09 - Deputada do DF afirma que a sociedade está em processo de desumanização

10:57 - Coronel Adailton participa de audiência pública “Entre os muros da Escola”

10:52 - Deputado federal Rubens Otoni diz que é preciso incentivar cultura de paz entre os jovens

10:50 - Gerente de segurança escolar afirma que a prevenção é a melhor medida

10:45 - “É inadmissível que exista violência no ambiente escolar”, destacou vereador Álvaro da Universo

10:39 - Comandante do Batalhão Escolar ressalta importância de debate sobre violência escolar

10:34 - Bia de Lima participa de audiência sobre violência nas escolas

Assembleia Legislativa do Estado de Goiás - Palácio Alfredo Nasser - Alameda dos Buritis, 231.
Setor Oeste - CEP: 74115-900 - Tel: (62) 3221-3000. CNPJ: 02.474.419/0001-00.

Carregando...