Ir para o conteúdo principal
ALEGO

A- A+

Francisco Oliveira quer reduzir jornada de trabalho a servidor com deficiência sem comprovar prática de exercícios físicos

O deputado estadual Francisco Oliveira (PSDB) apresentou na Assembleia Legislativa, projeto de lei que altera a Lei nº 19.019, de 25 de setembro de 2015, que dispõe sobre o controle de frequência do servidor no âmbito da administração direta, autárquica e fundacional do Poder Executivo.

O objetivo do projeto é alterar o 3° parágrafo do artigo 2° que exige a comprovação da prática de atividades físicas regulares para que os servidores portadores de deficiência, necessitados de cuidados especiais e os que tenham a guarda de filho ou neto portador de deficiência que precisem de cuidados especiais tenham o direito à carga horária de trabalho reduzida de seis horas diárias. De acordo com a proposta a concessão desse benefício será restrita a um dos membros da família, quando mais de um for servidor público estadual.

A justificativa do projeto aponta que o art. 2° da lei determina que a jornada de trabalho do servidor será de no máximo oito horas diárias e quarenta horas semanais. Já o parágrafo 3° do art. 2° da lei prevê jornada especial aos portadores de deficiência, necessitados de cuidados especiais e os que tenham filho ou neto portador de deficiência.

“Segundo o dispositivo esses servidores estão sujeitos à jornada de trabalho de 6 (seis) horas diárias, sendo que para os servidores portadores de deficiência usufruírem dessa jornada, deve-se comprovar a prática de atividades físicas, direcionadas ou não. É justamente esta exigência contida no parágrafo 3° do art. 2° o objeto do presente projeto. Isto porque, a realidade é que em função de dificuldades com mobilidade e transporte, nem todos os servidores com deficiência praticam atividades físicas regularmente. ”

O parlamentar justifica ainda que “a lei, ao condicionar a jornada reduzida aos servidores com deficiência à prática de atividades físicas, impõe um ônus ao servidor, limitando o seu direito à jornada especial, indo de encontro ao Estatuto da Pessoa com Deficiência (Lei n° 13.146/2015) que determina que as pessoas jurídicas de direito público e privado são obrigadas a garantir ambiente de trabalho inclusivos, sendo vedada qualquer restrição ou discriminação.”

Na proposta consta que atualmente, os estatutos de servidores públicos preveem jornada reduzida aos que possuem deficiência física sem a imposição de qualquer restrição. Essa medida é uma disposição humanitária e que visa, de algum modo, compensar a desvantagem natural que a pessoa com deficiência apresenta com relação ao servidor não deficiente. Na justificativa fica claro que a imposição de qualquer condição ao servidor com deficiência para a jornada especial é ilegal e entra em conflito com o princípio da dignidade da pessoa humana.

Assembleia em Tempo Real

20/11/2018

09:12 - Exposição "Era de Aquarius" será aberta às 14 horas, no saguão do Palácio Alfredo Nasser

08:06 - Atividades de campanha de combate a diabetes têm início na Alego

07:22 - CCJ se reúne hoje, às 14 horas, para distribuição, discussão e votação de projetos

07:02 - Sessão ordinária desta terça-feira, 20, será às 15 horas, no Plenário Getulino Artiaga

06:52 - Início das atividades

19/11/2018

21:12 - Encerramento das atividades

20:38 - Deputada Adriana Accorsi encerra a sessão solene

20:33 - Coordenador dos Embaixadores do Rei lidera homenagem

20:22 - Homenageados agradecem Medalha do Mérito

20:14 - Adriana Accorsi parabeniza os homenageados com Medalha do Mérito

20:09 - Tem inicio sessão solene de entrega da Medalha Pedro Ludovico Teixeira

19:30 - Alego recebe exposição de artista paulistano radicado em Goiânia

19:04 - Jean Carlo presta homenagem aos criadores de Mangalarga em Goiás

18:12 - Assessoria em Redação Oficial será oferecida a servidores da Assembleia

17:23 - Comissão de Finanças debate cumprimento das metas fiscais da Secretaria da Saúde nesta terça-feira, 20

16:05 - Presidente do Iphan afirma que órgão não se opõe à revitalização da Feira Hippie

15:53 - Audiência Pública que discute Praça do Trabalhador abre espaço para manifestações

14:20 - Humberto Aidar defende que feirantes sejam ouvidos sobre revitalização da Feira Hippie

14:15 - Aberta audiência pública que discute revitalização da Praça do Trabalhador

13:51 - Executivo veta proposta que visa noções básicas de primeiros socorros para docentes da educação básica

12:41 - Projeto que prevê anistia para créditos tributários originados de benefícios fiscais é lido em Plenário

11:26 - Governo envia a Assembleia projeto que prevê reinstituição de incentivos fiscais relativos ao ICMS

10:10 - Alego promove campanha preventiva pelo Dia Mundial do Diabetes

09:04 - Audiência pública hoje à tarde na Alego vai debater revitalização da Praça do Trabalhador

Assembleia Legislativa do Estado de Goiás - Palácio Alfredo Nasser - Alameda dos Buritis, 231
Setor Oeste - CEP: 74115-900 - Tel: (62) 3221-3000.

Carregando...