Ir para o conteúdo principal

A- A+

Seguradoras não podem impor prestador do serviço em casos de veículos sinistrados

A partir de agora empresas seguradoras não podem mais impor aos consumidores beneficiários, em casos de veículos sinistrados, os estabelecimentos reparadores ou prestadores de serviços de reparação, credenciados e/ou referenciados, como condição para o processamento da reparação do dano. A nova norma foi instituida a partir do projeto de lei de autoria do deputado Humberto Aidar (MDB). Protocolada na casa com processo nº 1638/18, a matéria foi aprovada em dois turnos de votação e, após comunicado da Casa Civil, de vencimento do prazo para manifestação, foi promulgada pela Assembleia Legislativa, sendo a lei publicada no Diário da Assembleia, edição  do dia 5 de fevereiro último.

De acordo com o texto legal, para os efeitos desta propositura, consideram-se consumidores beneficiários, diretos e indiretos, todos os segurados e/ou terceiros envolvidos em sinistro, cujos danos sofridos devam ser cobertos pelo seguro propriamente dito.

Quando da realização de atendimentos em razão da ocorrência de sinistros, as centrais de atendimento das seguradoras deverão informar aos consumidores beneficiários sobre o seu direito de livre escolha do estabelecimento reparador e/ou prestador do serviço de reparação, sem que isso implique, em qualquer hipótese, negativa para a eventual indenização e/ou negativa para a realização dos consertos demandados.

O projeto de lei dispõe ainda que as seguradoras e os estabelecimentos reparadores e/ou prestadores do serviço de reparação que utilizarem peças não originais ou usadas, sem a expressa autorização dos consumidores beneficiários, terão a inscrição estadual cassada por até três anos, sem prejuízo das demais sanções previstas na legislação aplicáveis aos contratos de seguro.

“A presente propositura é fruto dos trabalhos desenvolvidos pela CPI das Operadoras de Seguro, no Estado de São Paulo", frisa. "Através do mesmo, procuramos restabelecer o equilíbrio das relações contratuais entre segurados e seguradores no Estado de Goiás, a fim de evitar condutas lesivas aos segurados e terceiros, proporcionando segurança nas relações jurídicas”, explicou Humberto Aidar.

Assembleia em Tempo Real

25/04/2019

19:06 - Encerramento das atividades

18:37 - Com apoio de Adriana Accorsi, audiência pública discute assédio nas escolas

17:06 - Autoridades e lideranças discutem sobre casa própria em audiência na Alego

16:12 - Encerrada sessão ordinária desta quinta-feira

16:00 - Presidente do Sintego acompanha votação de seu nome para o Conselho Estadual de Educação

15:55 - Talles Barreto sobe a tribuna para rebater Amauri Ribeiro e criticar gestão Caiado

15:52 - Lêda Borges diz que, independentemente de crença religiosa, debates devem se pautar pela coerência e bom senso

15:45 - Alysson Lima desafia concessionárias do transporte coletivo a explicar precariedade da frota

15:38 - Rafael Gouveia critica "ideologia de gênero" no Pequeno Expediente

15:36 - Chico KGL faz balanço dos seus primeiros 70 dias de mandato

15:29 - Amauri Ribeiro usa a tribuna para criticar Governo anterior e elogiar iniciativas de parlamentares da Casa

15:25 - Deputados fazem um minuto de silêncio em homenagem a Nilton Lamas e Roldão Ernesto

15:23 - Cairo Salim questiona e faz crítica aos serviços prestados pela Enel em Goiás

15:18 - Expediente registra um veto e respostas a requerimentos

15:18 - Deputados apresentam matérias e requerimentos

15:01 - Aberta sessão ordinária desta quinta-feira, 25

14:57 - Vereador Anselmo Pereira participa de audiência sobre moradia na Assembleia

14:52 - Após deliberação de quase 50 projetos, CCJ é encerrada no Auditório Solon Amaral

14:48 - Proposição que altera legislação sobre ICMS é colocada em diligência para parecer da Secretaria de Economia

14:40 - Henrique César declara aberta audiência com movimentos de moradia

14:31 - Projeto que veda apreensão de veículos automotores com IPVA em atraso recebe pedido de vista na CCJ

14:24 - Lissauer recebe demandas do Sindicato dos Caminhoneiros Autônomos de Goiás e ressalta apoio à categoria

14:23 - PEC que eleva valor destinado às emendas impositivas tem vista solicitada pelo líder do Governo na CCJ

14:08 - CCJ aprova matéria que prevê plano de melhorias no transporte público antes de aumento da passagem

Assembleia Legislativa do Estado de Goiás - Palácio Alfredo Nasser - Alameda dos Buritis, 231.
Setor Oeste - CEP: 74115-900 - Tel: (62) 3221-3000. CNPJ: 02.474.419/0001-00.

Carregando...