Ir para o conteúdo principal

A- A+

Deficientes ganham acessibilidade às produções teatrais e cinemas

Já vigora no Estado a Lei nº 20410/19, de autoria do ex-deputado Marlúcio Pereira (PRB), que dispõe sobre a adoção de linguagem compreensível às pessoas com deficiência auditiva e visual em peças teatrais e nas exibições de filmes nos cinemas do Estado. Aprovada na Assembleia Legislativa no ano passado, o dispositivo legal foi sancionado pelo governador Ronaldo Caiado (DEM), no dia 22 de janeiro deste ano. 

Pela nova Lei, as instituições promotoras de eventos de natureza cultural em teatros devem oferecer à pessoa com deficiência os recursos de tecnologia assistiva, disponibilizando, especialmente, os recursos de audiodescrição, estenotipia, legendagem e impressão em Braille. As salas de cinema devem oferecer, em todas as sessões, recursos de acessibilidade para a pessoa com deficiência, disponibilizando, especialmente, legenda em língua portuguesa nos filmes em exibição. O descumprimento do disposto nesta Lei sujeitará os infratores às penas previstas no art. 56 da Lei federal nº 8.078, de 11 de setembro de 1990.

O propositor da matéria, disse que sua iniciativa se justifica porque os portadores de deficiência visual e auditiva são excluídos de grande parte da produção cultural, por falta de um recurso simples que lhes daria acesso a essas criações por meio da narração das imagens. "Nos cinemas há casos absurdos de o ingresso ser negado ao cego na bilheteria sob a alegação de que se não enxergam não podem assistir ao filme. O que os empresários esquecem é que os portadores de deficiências auditivas e visuais convivem com as que possuem visão e audição e devem fazer parte das atividades cotidianas do seu grupo social, como ir ao cinema, ao teatro ou museu e, de preferência, com condições mínimas que proporcionem o entendimento da obra", sustenta Marlúcio Pereira.

Em sua justificativa, o ex-deputado frisou ainda que as pessoas se sentem sem acesso aos serviços, desrespeitadas no seu direito de ir e vir, e o importante é que elas estão percebendo isso. "O preconceito ficou tão natural, como quando um deficiente físico é carregado para entrar no ônibus que não tem elevador, que as pessoas não percebem como preconceito."

Assembleia em Tempo Real

24/04/2019

12:22 - Governo veta autógrafo que dá nova denominação a colégio de distrito de Cristalina

11:30 - Termina audiência pública que discutiu a criação da Região Metropolitana do Entorno

11:16 - Cambão aponta precariedade no transporte público do Entorno e diz apoiar criação da RME

10:51 - Lêda Borges diz que Ride não resolve os problemas do Entorno do DF

10:36 - Presidente da OAB de Luziânia defende união de esforços pela criação da Região Metropolitana do Entorno

10:19 - Prefeito de Valparaíso diz que Região Metropolitana do Entorno viabilizará investimentos

10:10 - Chico KGL propõe nova Política Tributária para Goiás

09:45 - Aberta audiência pública para discutir criação da Região Metropolitana do Entorno

09:40 - Assessores da Comissão de Finanças concluem o curso "Planejamento e Orçamento Público"

09:39 - Lêda Borges acredita que audiência pública alavancará criação da Região Metropolitana do Entorno

09:11 - Zé Carapô requer criação da Frente Parlamentar da Regularização Fundiária

08:41 - Comissão de Finanças tem na pauta hoje 60 projetos de lei

08:05 - Alego realiza logo mais, às 8h30, Palestra 2 do curso sobre Planejamento e Orçamento Público

07:27 - Comissão de Finanças faz reunião nesta 4ª-feira, 24, às 14h, no Auditório Solon Amaral

07:00 - Sessão ordinária desta tarde tem 32 projetos em pauta

06:51 - Início das atividades

23/04/2019

19:04 - Encerramento das atividades

18:45 - Projeto propõe a instalação de câmeras inteligentes no transporte público de Goiás

17:26 - Thiago Albernaz pede em requerimento a criação da Frente Parlamentar do Terceiro Setor

16:19 - Reunião da CCJ é encerrada

16:18 - Líder do Governo informa que indicações de nomes para CEE serão enviadas separadamente

16:16 - Lucas Calil afirma que ações do Governo contradizem plano apresentado na campanha

16:14 - Dr. Antônio diz que falta de alunos justifica fechamento de escolas

15:53 - CCJ discute indicação de membros do Conselho Estadual de Educação

Assembleia Legislativa do Estado de Goiás - Palácio Alfredo Nasser - Alameda dos Buritis, 231.
Setor Oeste - CEP: 74115-900 - Tel: (62) 3221-3000. CNPJ: 02.474.419/0001-00.

Carregando...