Ir para o conteúdo principal

Sessão Ordinária

A- A+

Bicicletário em escolas

O Plenário aprovou na sessão desta terça-feira, 11, durante a Ordem do Dia, o projeto de lei do deputado Virmondes Cruvinel, que dispõe sobre a instalação de bicicletários nas escolas públicas do estado de Goiás.

A sessão ordinária dessa terça-feira, 11, aprovou durante a votação da Ordem do Dia apenas dois projetos de lei de autoria de deputados estaduais, em segunda fase de discussão e votação. Foram aprovados os processos de nº 4991/17, de autoria do deputado Virmondes Cruvinel (PPS), e o de nº 1468/19, de autoria do deputado Coronel Adailton (PP).

O primeiro processo dispõe sobre a instalação de bicicletários nas escolas públicas do estado de Goiás, já o segundo projeto, aprovado em fase final de votação, concede título de Cidadania Goiana ao senhor Libânio Florentino do Nascimento.

 Discussões

Ao abrir o debate na Ordem do Dia, o deputado Lucas Calil (PSD) disse que, após seis meses de espera, iria se manifestar de maneira mais enérgica em relação às ações do atual governo. De acordo com ele, agora é o momento para começar a cobrar por resultados.

“Gostaria de me manifestar no sentido de coerência ao mandato. Na primeira vez que subi a esta tribuna, no início dessa legislatura, eu disse que esperaria e teria o bom senso de entender que há um novo ciclo em Goiás após 20 anos do governo anterior. Cumprindo minha promessa, volto para cobrar, de modo enérgico e coerente, melhorias do governo e apontar o norte para corrigir o que estiver equivocado. Esse é o papel de uma oposição responsável”, afirmou o pessedista.

Lucas Calil sugeriu em seu discurso que as manifestações públicas do Governo trazem informações por vezes desencontradas, como, por exemplo, o tamanho do déficit existente em Goiás. Para o deputado, a situação não seria tão calamitosa, porque técnicos da Secretaria do Tesouro Nacional constatara que o estado não tinha perfil para se encaixar no Programa de Recuperação Fiscal.

“A secretária de Economia diz que o déficit é de R$ 6 bilhões; depois, falam em R$ 4 bilhões ou R$ 3 bilhões. Eu e minha equipe conseguimos identificar com certeza R$ 1,2 bilhões referentes à folha de dezembro e R$ 700 milhões em restos a pagar. Isso desmente o discurso falacioso da dívida bilionária. Vieram técnicos da Secretaria do Tesouro Nacional para ver se Goiás se encaixa no Regime de Recuperação Fiscal, mas bastava ao estado fazer o dever de casa. Não pagaram dezembro de 2018, mas janeiro de 2019. Neste mês de maio, servidores do Tribunal de Justiça ainda não receberam”, afirmou.

Lucas Calil enfatizou que é preciso superar questões paroquiais na condução do governo e procurar dar aos goianos melhores condições de crescimento. De acordo com ele, a população espera resultados mais consistentes do governo.

“Não tenho cargos no governo e não sou pago para ficar calado. Quero um estado mais pujante e está na hora de acabar com esse fla-flu. O povo quer resultados. Há pessoas morrendo nas estradas por falta de recapeamento e cuidados. Nosso trabalho é trazer à luz do conhecimento do povo as verdades e o que tem de ser dito, sem atacar quem quer que seja”, afirmou.

Grande Expediente

O deputado Alysson Lima (PRB) inaugurou os discursos do Grande Expediente desta terça-feira, 11, para repercutir a proposta de criação do Fundo Estadual de Manutenção do Transporte Público que deve chegar à Assembleia Legislativa no segundo semestre, tendo como idealizador a Câmara Deliberativa de Transporte Coletivo (CDTC).

Apesar de a iniciativa ser de interesse dos usuários ao garantir, com o subsídio, a redução das tarifas do transporte público, Alysson Lima, que é representante da Casa na CDTC, se mostra preocupado com a mesma, já que a criação do fundo não prevê contrapartidas das empresas que operam no transporte da região Metropolitana de Goiânia. “Estou enxergando movimentos preocupantes, de cunho eleitoreiro, já que este fundo vai acabar bancando gratuidades e maquiagens das concessionárias do transporte coletivo, e levar milhões de reais por ano para o caixa destas empresas. Em qualquer lugar do mundo a ideia de se criar um fundo para subsidiar as passagens e melhorar a qualidade do transporte seria maravilhosa, mas não esta que estão costurando aqui. Precisamos que as empresas devolvam ao usuário um transporte decente, com a reforma de terminais, ampliação e renovação da frota, mas não estou ouvindo discussões neste sentido”, explicou.

O parlamentar aproveitou a ocasião para convidar os deputados e a sociedade para debater o assunto em audiência pública que será realizada no auditório do Crea-GO amanhã.

Alysson Lima abordou outro assunto no Grande Expediente desta tarde, a intenção do governo estadual de privatizar empresas como a Saneago, Iquego, Metrobus e Celg GT. De acordo com o deputado, o programa de privatizações proposto pelos governos federal e de Goiás segue a cartilha do estado mínimo em contrapartida e macro em arrecadação. “Quem perde com isso é a população. Precisamos investir na melhoria destas empresas ao invés de privatizá-las”, opinou. O deputado lembrou que, até o momento, não recebeu resposta do governo estadual ao requerimento de sua autoria que solicita um relatório fiscal e financeiro destas estatais para análise.

Assembleia em Tempo Real

19/06/2019

17:10 - Karlos Cabral abre audiência que discute LDO 2020 em Rio Verde

17:00 - Escola do Legislativo ministra "Curso Qualidade no Atendimento ao Público"

16:32 - Reunião ordinária na segunda-feira, 24, irá revisar metas do Plano Estadual de Educação

16:00 - Lissauer recebe gerente do Hospital do Câncer de Barretos e diz que vai ampliar o debate sobre o assunto

15:33 - Lido em plenário, projeto da Governadoria autoriza créditos especiais à Goiás Turismo

14:05 - Governo veta projeto que altera Política Estadual de Prevenção à Violência Obstétrica em Goiás

13:20 - Projeto de Henrique Cesar propõe valorizar trabalho dos professores da rede pública do Estado

12:08 - Lucas Calil propõe a criação de estatuto de sistema cicloviário no Estado

11:25 - Encerrada audiência pública sobre a bacia do Meia Ponte

11:11 - Inhumas passa a fazer parte da região metropolitana de Goiânia

11:06 - Encerrada sessão especial que teve presença da ministra Damares Alves na Alego

11:00 - Ministra Damares lança oficialmente campanha contra suicídio e automutilação de jovens

10:52 - Cuidar do meio ambiente é uma questão coletiva, afirma deputado Lucas Calil

10:47 - Deputado Henrique Arantes critica decreto do Governador sobre bacia do Meia Ponte

10:38 - Procurador do MP agradece por honraria recebida e a parceiros de trabalho

10:29 - Secretária de Meio Ambiente defende decreto que altera licenciamento na bacia do Rio Meia Ponte, em audiência pública

10:08 - Lançada na Alego a Campanha Acolha com Carinho

10:03 - Revogação do decreto é um retrocesso, diz pesquisadora de Minas Gerais

10:01 - Jeferson Rodrigues entrega Medalha do Mérito Legislativo a homenageados

09:57 - Jeferson Rodrigues reforça discurso em defesa da família ao abrir sessão solene

09:48 - Tem início sessão especial de lançamento da Campanha de Prevenção ao Suicídio

09:46 - Vinícius Cirqueira fala da importância da discussão da Bacia do Meia Ponte

09:42 - Tem início audiência pública sobre a bacia do Meia Ponte

09:14 - Plano de desburocratização pode agilizar abertura e encerramento de empresas em Goiás

Assembleia Legislativa do Estado de Goiás - Palácio Alfredo Nasser - Alameda dos Buritis, 231.
Setor Oeste - CEP: 74115-900 - Tel: (62) 3221-3000. CNPJ: 02.474.419/0001-00.

Carregando...