Ir para o conteúdo principal
ALEGO

A- A+

Lei Suzy Nogueira: Projeto de Cairo Salim prevê mais segurança em hospitais em Goiás

Para garantir segurança para pacientes nas unidades de saúde e de terapia intensiva (UTIs) em Goiás, o deputado Cairo Salim (Pros) apresentou nesta quarta-feira, 12, um projeto de lei que obriga hospitais públicos e privados a instalarem câmeras de segurança em suas dependências. Recentemente, imagens de câmeras flagraram o momento de um estupro em um hospital particular de Goiânia e gerou comoção. 

De acordo com o texto, será obrigatório instalar os aparelhos nos corredores, salas de atendimento de urgência e nas UTIs, sob pena de multa de R$ 10 mil a cada mês de descumprimento. O dinheiro será revertido para o Fundo Estadual de Saúde. 

“O objetivo é conferir às pessoas que trabalham ou estão internadas em hospitais um ambiente seguro e saudável. O monitoramento eletrônico tornou-se medida imprescindível para o combate e prevenção da criminalidade em seu ambiente interno, uma vez que permite produção de prova da conduta das pessoas sob sua vigilância”, justifica Cairo Salim. 

Caso Suzy Nogueira

A morte da estudante de arquitetura Suzy Nogueira Cavalcante, de 21 anos, no final de maio, provocou a formulação do projeto de lei. “O que ocorreu com a jovem Suzy ilustra um cenário de amplas possibilidades de ocorrências criminais como a possibilidade de identificar sequestradores de crianças, comprovação de maus tratos a pacientes e demais situações de violência. Não podemos deixar isso impune e as imagens gravadas poderão auxiliar em possíveis inquéritos policiais”, defende o parlamentar. Se aprovada, a lei poderá ter o nome de Suzy Nogueira. A defesa da família da jovem foi procurada pela assessoria do parlamentar para esclarecer sobre a homenagem. 

De acordo com o projeto de lei, as câmeras deverão funcionar ininterruptamente e os hospitais terão que guardar as imagens por seis meses, no mínimo. 

Pulseira sonora 

Outro projeto do deputado Cairo Salim altera a lei 15.140/2005, que obriga a identificação do recém-nascido e de sua mãe pelos hospitais e maternidades no Estado. Pelo novo texto, o bebê terá que usar uma pulseira com sensor eletrônico sonoro. Atualmente, apenas um mesmo número ou código de barras é obrigatório para mãe e a criança. 

Para o deputado, o sinal sonoro pode evitar sequestros. “Esse dispositivo eletrônico emite sinal sonoro se o bebê atravessar uma das saídas da maternidade, chamando a atenção da segurança do local. A pulseira só pode ser desligada por funcionário autorizado do hospital”, explica.

Em caso recente, uma técnica de enfermagem foi presa após sequestrar uma criança em uma maternidade em Goiânia. A obrigatoriedade de usar pulseira sonora já é lei em Mato Grosso e no município do Rio de Janeiro, e usado amplamente por países da Europa. 

Na próxima terça-feira, 18, às 9 horas, Cairo Salim vai promover audiência pública na Assembleia Legislativa sobre o tema.

Assembleia em Tempo Real

19/06/2019

18:26 - Deputado Vinicius Cirqueira realiza debate sobre instalação de novos empreendimentos na bacia do Rio Meia Ponte

18:00 - CPI da Enel encerra trabalhos do semestre com audiência em Caldas Novas, no dia 24

17:10 - Karlos Cabral abre audiência que discute LDO 2020 em Rio Verde

17:00 - Escola do Legislativo ministra "Curso Qualidade no Atendimento ao Público"

16:32 - Reunião ordinária na segunda-feira, 24, irá revisar metas do Plano Estadual de Educação

15:33 - Lido em plenário, projeto da Governadoria autoriza créditos especiais à Goiás Turismo

14:05 - Governo veta projeto que altera Política Estadual de Prevenção à Violência Obstétrica em Goiás

13:20 - Projeto de Henrique Cesar propõe valorizar trabalho dos professores da rede pública do Estado

12:08 - Lucas Calil propõe a criação de estatuto de sistema cicloviário no Estado

11:25 - Encerrada audiência pública sobre a bacia do Meia Ponte

11:11 - Inhumas passa a fazer parte da região metropolitana de Goiânia

11:06 - Encerrada sessão especial que teve presença da ministra Damares Alves na Alego

11:00 - Ministra Damares lança oficialmente campanha contra suicídio e automutilação de jovens

10:52 - Cuidar do meio ambiente é uma questão coletiva, afirma deputado Lucas Calil

10:47 - Deputado Henrique Arantes critica decreto do Governador sobre bacia do Meia Ponte

10:38 - Procurador do MP agradece por honraria recebida e a parceiros de trabalho

10:29 - Secretária de Meio Ambiente defende decreto que altera licenciamento na bacia do Rio Meia Ponte, em audiência pública

10:08 - Lançada na Alego a Campanha Acolha com Carinho

10:03 - Revogação do decreto é um retrocesso, diz pesquisadora de Minas Gerais

10:01 - Jeferson Rodrigues entrega Medalha do Mérito Legislativo a homenageados

09:57 - Jeferson Rodrigues reforça discurso em defesa da família ao abrir sessão solene

09:48 - Tem início sessão especial de lançamento da Campanha de Prevenção ao Suicídio

09:46 - Vinícius Cirqueira fala da importância da discussão da Bacia do Meia Ponte

09:42 - Tem início audiência pública sobre a bacia do Meia Ponte

Assembleia Legislativa do Estado de Goiás - Palácio Alfredo Nasser - Alameda dos Buritis, 231.
Setor Oeste - CEP: 74115-900 - Tel: (62) 3221-3000. CNPJ: 02.474.419/0001-00.

Carregando...