Acesso à
Transparência

Notícias dos Gabinetes
Humberto Teófilo solicita ao Estado porte de arma para vigilante penitenciário temporário de Goiás

19 de Fevereiro de 2021 às 15:06
Humberto Teófilo solicita ao Estado porte de arma para vigilante penitenciário temporário de Goiás

O deputado estadual Delegado Humberto Teófilo (PSL) protocolou nesta sexta-feira, 19, ofício na Secretaria de Segurança Publica do Estado de Goiás (SSP) em que pede a adequação de procedimento e renovação de registro de arma de fogo. O parlamentar solicitou que, em conformidade com a legislação vigente, venha a ser autorizado o porte de arma para os vigilantes penitenciários temporários, lotados na diretoria de Administração Penitenciária de Goiás.

Segundo Humberto, é justo garantir aos vigilantes penitenciários os mesmos direitos inerentes das outras polícias do Estado. “Deve ser assegurado o direito a posse de arma de fogo, com vistas a garantir a integridade física desses, que, inevitavelmente, acabam estando mais suscetível à atividade de criminosos”, disse Teófilo em oficio encaminhado ao secretario da SSP, Rodney Miranda. 

Morte de agente penitenciário 

O vigilante penitenciário temporário Elias de Souza Silva, de 38 anos, e sua esposa foram mortos a tiros, na manhã desta quinta-feira, 18,, logo após saírem do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, na região Metropolitana da Capital. Durante reunião da CCJ na Assembleia Legislativa de Goiás, o deputado Humberto Teófilo se manifestou pesar pela morte do agente penitenciário. Segundo ele, o servidor não podia portar armamento, por ser contratado de forma temporária. “Peço que a Secretaria de Segurança Pública combata essas facções que estão agindo em Goiás e que dê porte de armas aos agentes temporários”, cobrou ele.

Gabinete Dep. Delegado Humberto Teófilo Conteúdo de responsabilidade do deputado e sua assessoria de imprensa, não representando opinião ou conteúdo institucional da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego).
Compartilhar