Acesso à
Transparência

Notícias dos Gabinetes
Delegado Humberto Teófilo fala sobre a limitação de cotas do Ipasgo

20 de Setembro de 2021 às 07:27
Delegado Humberto Teófilo fala sobre a limitação de cotas do Ipasgo

Com o anúncio do corte de 50% dos atendimentos médicos, cirurgias eletivas e exames para usuários do Sistema de Assistência à Saúde dos Servidores do Estado de Goiás (Ipasgo), o Delegado Humberto Teófilo (PSL) utilizou de suas redes sociais na última sexta-feira, 17, para expor as reais condições do órgão de saúde. Para isso, o parlamentar visitou três laboratórios conveniados e o próprio presidente do Ipasgo.

Acompanhado de um paciente que não quis se identificar, Teófilo esteve nos laboratórios Atalaia, Padrão e Oswaldo Cruz, em busca da realização de exames de rotina previamente autorizados. Nos três estabelecimentos não foi possível realizar os procedimentos, devido à suposta não-renovação das cotas.

A partir disso, o deputado visitou a sede do Ipasgo e conversou com o presidente Hélio José Lopes. Ao contrário do que foi exposto nos laboratórios, Lopes afirmou que os estabelecimentos exigem valores acima do normal como repasse para a realização dos exames. “Entrou a covid-19 e começamos a pagar R$150 por um PCR. Com isso, apenas um laboratório de rede aderiu. Depois que o Ipasgo passou para R$250, realizamos mil PCRs em um dia”, ressaltou.

Lopes também afirmou que o Ipasgo possui recursos suficientes, mas que eles estão limitados pela Secretaria de Saúde. O teto de gastos reduziu os investimentos no órgão de saúde em cerca de R$400 milhões. “Estou reafirmando, o Ipasgo tem recursos financeiros, o dinheiro está na conta”, concluiu.

Gabinete Dep. Delegado Humberto Teófilo Conteúdo de responsabilidade do deputado e sua assessoria de imprensa, não representando opinião ou conteúdo institucional da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego).
Compartilhar