Alysson Lima cobra melhorias da Enel e no transporte público da Região Metropolitana

14 de Novembro de 2019 às 10:46

Durante discurso no Grande Expediente, o deputado Alysson Lima (Republicanos) criticou a atuação da empresa de energia Enel em Goiás. Segundo ele, os representantes da empresa têm se comportado de maneira arrogante e tentam fazer negociações a portas fechadas com parlamentares. O parlamentar elogiou o trabalho da CPI da Enel e afirmou que os diretores da empresa estão com receio do resultado desse trabalho.

Lima afirmou que pode chegar um momento em que ocorra uma revolta da população com a empresa. "E eu vou apoiar. Se for para dar butinada na porta da Enel eu vou junto. Com a Enel hoje não se resolve nada no diálogo. Chegamos a um ponto que não dá mais para conversar com essa empresa. Sou contra radicalismos, mas apoio o que está acontecendo no Chile”, disse.

Alysson Lima cobrou da Agência Goiana de Regulação (AGR) a fiscalização sobre os serviços prestados pela Enel.

O transporte público na Região Metropolitana de Goiânia também foi tema de discurso do deputado. Segundo ele, quando era deputado federal, o governador Ronaldo Caiado (DEM) ajudou a criar lei que cria região metropolitanas do País, mas agora é omisso em relação ao problema.

Em seguida, Alysson Lima fez seu discurso dirigindo-se hipoteticamente ao governador Caiado: “O transporte público está uma verdadeira zona. Empresários estão há mais de 50 anos ganhando dinheiro da população, o prefeito Iris Rezende (MDB) está de braços cruzados e já afirmou que não gosta do BRT e o governador está indo no mesmo caminho. O senhor tem que cuidar do transporte público. Dois milhões e meio de pessoas dependem dele. O senhor é amigo dos empresários ou da população? Quem foi que colocou o senhor no cargo?”, questionou o parlamentar.

Compartilhar