Acesso à
Transparência

Jeferson Rodrigues defende a aprovação de projeto que institui o mês “Junho de Preservação e Conservação Ambiental”

15 de Setembro de 2021 às 14:40
Crédito: Hellenn Reis
Jeferson Rodrigues defende a aprovação de projeto que institui o mês “Junho de Preservação e Conservação Ambiental”
Deputado Jeferson Rodrigues

Instituir o mês "Junho de Preservação e Conservação Ambiental", em Goiás, é o que propõe o deputado Jeferson Rodrigues (Republicanos), através do projeto de lei nº 7232/21, que está em tramitação na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego). A matéria foi encaminhada para análise da Comissão de Constituição, Justiça e Redação.

Em sua justificativa, Jeferson Rodrigues frisa que sua iniciativa tem objetivo de realizar ações de promoção da conscientização e incentivo da população sobre os cuidados com o meio ambiente. “A preocupação com a degradação ambiental, as ameaças das mudanças climáticas e o futuro da humanidade, é que nos levou a apresentar essa proposição”, afirma o deputado.

O parlamentar salienta que outra meta do projeto é o de inserir o tema "meio ambiente" em lugar central da agenda socioeconômica, “considerando-se que a conservação dos recursos naturais é condição indispensável para a sobrevivência das futuras gerações e exige profunda mudança de hábitos. A gestão e o uso dos recursos naturais devem ser pensados em nível global, multi-institucional e envolvendo toda a sociedade”.

E acrescenta: “É um novo paradigma a se desenvolver através de um longo caminho. Estamos chegando aos limites planetários, em termos ecológicos e de clima. Essa grande mudança de paradigma deverá envolver toda sociedade para que, de fato, haja uma mudança sóciocultural. Grandes nomes como Riccardo Petrella e Yuval Harari já alertam sobre a necessidade de pensar a governança (de 110 recursos hídricos e gerais, respectivamente) em um entendimento sem fronteiras”.

Diz mais Jeferson Rodrigues: “É preciso pensar a governança de nossos sistemas naturais em nível global e interrelacionada. Por fim, destaco o art. 225 da Constituição Federal, que traz um aspecto importante: a intergeracionalidade. É uma garantia constitucional deixar o meio ambiente ecologicamente equilibrado para as futuras gerações. Não é difícil pensar em como estaremos se a lógica de exploração dos recursos naturais, no Brasil e no mundo, seguir como a que está diante de nós”.

O parlamentar reforça, ainda, que sua proposta "pretende, então, trabalhar mecanismos dentro da Política Nacional de Educação Ambiental, a PNEA, instituída pela Lei n° 9.795, de 27 de abril de 1999, como forma de dar escala e visibilidade à agenda ambiental, a partir da instituição da Campanha Junho Verde. A educação em si é uma ferramenta de transformação social. É através da educação que ocorre o acesso e a troca entre diferentes saberes e epistemologias. É nesse sentido, portanto, que a proposta aqui apresentada pretende contribuir e garantir que, ao menos em um mês do ano, haja uma grande visibilidade ao tema ambiental. Podendo ser uma importante ferramenta nesse processo de transformação de paradigmas”.

Agência Assembleia de Notícias
Compartilhar