Acesso à
Transparência

Adriana Accorsi defende projeto que penaliza discriminação sexual e de gênero

13 de Outubro de 2021 às 16:10

A deputada Delegada Adriana Accorsi (PT) usou da palavra durante as discussões de matérias da Ordem do Dia da sessão ordinária híbrida dessa quarta-feira, 13, para se referir ao projeto de lei que dispõe sobre penalidades aplicadas na prática de discriminação em virtude de orientação sexual e identidade de gênero.

Adriana explica aos deputados que o projeto, de forma alguma, quer atingir as igrejas, mas que o Brasil é o País que mais mata pessoas LGBT-QIA+ do mundo e responsável por inúmeros casos de suicídio envolvendo a não aceitação da sua orientação sexual.

“Existem, ainda, diversas situações de discriminação de pessoas por sua orientação sexual, principalmente em restaurantes, bares, órgão públicos. Hora nenhuma se referindo a igrejas. Se trata de um projeto que está sendo apresentado em todo o Brasil e já está em vigor em vários estados. Não é possível que só em Goiás não teremos um tipo de punição para esse tipo de discriminação”, defendeu Adriana.

Agência Assembleia de Notícias
Compartilhar