Acesso à
Transparência

Ícone alego digital Ícone alego digital

Plenário deve votar em definitivo projeto que busca apoio de estudantes para prevenção do câncer de mama

04 de Agosto de 2022 às 14:48

O Plenário da Assembleia Legislativa deve apreciar, em segunda e definitiva votação, no decorrer do mês de agosto, o projeto de lei 1116/22, do deputado Paulo Cezar Martins (PL). A matéria promove adequação na Lei nº 20.290, de 20 de setembro de 2018, que institui a campanha de prevenção ao câncer de mama denominada mundialmente de "Outubro Rosa”. Na prática, a propositura estende a campanha “Outubro Rosa” para as escolas no estado de Goiás. 

Ao justificar a sua iniciativa parlamentar, Paulo Cezar lembra que o câncer de mama é o tipo mais comum da doença entre as mulheres no mundo. De acordo com o Observatório Global do Câncer (tradução literal de Global Cancer Observatory - GCO), em 2020, 2,26 milhões de novos casos registrados da doença oncológica foram do câncer de mama, responsável pela marca de 11,7% do total de casos.

Ainda, na justificativa o deputado ressalta, que, “por outro lado, mesmo que a incidência do câncer de mama seja maior, a taxa de mortalidade é menos preocupante, sobretudo quando há o diagnóstico precoce da doença. A mamografia é o principal recurso para diagnóstico precoce, pois é capaz de identificar nódulos. Nesse contexto, quanto mais rápido o diagnóstico do câncer de mama, menores são as chances de comprometimento em outros órgãos, e maior a possibilidade de cura.

Paulo Cezar Martins conclui: “Logo, a referida campanha é de suma importância, visto que as alunas funcionarão como agentes multiplicadoras dessas informações, criando, assim, uma rede de prevenção em suas comunidades”.

Se for aprovada em Plenário, a matéria seguirá para a sanção da Governadoria.

Agência Assembleia de Notícias
Compartilhar

Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse nossa política de privacidade. Se você concorda, clique em ESTOU CIENTE.