Acesso à
Transparência

Notícias dos Gabinetes
Gomide assume cadeira na Comissão de Educação da Alego

18 de Fevereiro de 2021 às 18:50
Gomide assume cadeira na Comissão de Educação da Alego

O deputado estadual Antônio Gomide (PT) é membro titular da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás. Ele assumiu a cadeira na comissão na última quarta-feira, 17. Este é mais um reconhecimento do trabalho junto à Frente Parlamentar em Defesa das Universidades Públicas e a luta pela Universidade Estadual de Goiás (UEG). Gomide é o parlamentar que mais aplicou recursos em emendas para a instituição no último ano.

Neste mês, o deputado voltou a percorrer municípios do interior de Goiás para defender o ensino superior público gratuito de qualidade e pediu união em defesa da Universidade Estadual de Goiás. Unidades de ensino da instituição de 16 cidades do estado não tiveram nenhum curso incluído no processo seletivo 2021/1 da UEG. Em outros municípios, alguns cursos foram excluídos do vestibular. 

Como coordenador da Frente Parlamentar em Defesa das Universidades Públicas, Gomide apresentou requerimento no dia 10 de fevereiro ao governador Ronaldo Caiado solicitando a realização das provas de vestibular 2021/1 nesses campus. 

Função social

Na última semana, Gomide esteve no campus da UEG de Pires do Rio em diálogo com o diretor do campus, professor Mamede Leão e participou de audiência pública da Câmara Municipal de Silvânia para discutir, com os vereadores, a exclusão do vestibular dos cursos de Administração e Pedagogia no processo seletivo de 2021/1.

Em seu discurso na Câmara Municipal de Silvânia, o deputado ressaltou a importância da presença da UEG em 41 municípios de Goiás. “A grande função da UEG é sua capilaridade. É proporcionar ao jovem morador de São Luís de Montes Belos, Niquelândia, São Miguel do Araguaia e outros municípios distantes da Capital, poder fazer cursos onde mora porque não têm condições de estudar em Goiânia”, destacou. 

Gomide ainda alertou que os municípios mais periféricos do estado são os que mais vêm sendo prejudicados com os cortes dos vestibulares da UEG. O deputado disse, ainda, que a tentativa de concentrar a instituição em poucos núcleos, vai na direção oposta do papel expansivo da universidade. “A função social da UEG é justamente dar oportunidade de estudo aos filhos dos trabalhadores, que não tem condições de pagar escola particular, lá nas cidades mais distantes”, conclui. 

Emendas

Ao todo, o mandato do deputado estadual Antônio Gomide destinou R$ 1,2 milhão em emendas impositivas para a Universidade Estadual de Goiás (UEG) em 2020. Ele é o parlamentar que mais aplicou recursos na instituição no último ano. Os recursos foram repassados diretamente às unidades localizadas em cada município beneficiado. As verbas atingiram 13 regiões estratégicas de Goiás.

Gabinete Dep. Antônio Gomide Conteúdo de responsabilidade do deputado e sua assessoria de imprensa, não representando opinião ou conteúdo institucional da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego).
Compartilhar