Acesso à
Transparência

Notícias dos Gabinetes
Pódio Goiano: evento homenageou atletas paralímpicos que foram representar o estado em Tóquio

14 de Setembro de 2021 às 16:05

Realizado na manhã desta terça-feira, 14, às 9 horas, no Palácio das Esmeraldas, a solenidade chamada "Pódio Goiano", homenageou os 16 atletas e mais três profissionais que compuseram a delegação goiana nas Paralimpíadas deste ano. O evento foi uma realização da Frente Parlamentar do Terceiro Setor, presidida pelo deputado estadual Thiago Albernaz (Solidariedade), em conjunto com a Associação dos Deficientes Físicos do Estado de Goiás (Adfego) e o Governo de Goiás, por meio da Secretaria Estadual de Esporte e Lazer (SEEL).

Estiveram presentes na ocasião o secretário Nacional de Paradesporto e técnico da seleção brasileira de Vôlei Sentado, representantes nas modalidades Tênis de Mesa, Tiro com Arco e Natação, presidentes das entidades e clubes de treinamento dos paratletas, a presidente da Aefego, Clara Carvalho e o governador do estado, Ronaldo Caiado. 

"O evento de hoje não é apenas para cumprimentar e parabenizar os atletas, é mais do que isso. É para desmistificar que o esporte é somente uma pauta de inclusão, é também para modificar a vida das pessoas", explicou Thiago Albernaz. 

O presidente da Frente Parlamentar do Terceiro Setor e idealizador da ocasião também ressaltou a importância dos demais atletas demonstrarem que é possível fazer mais pela categoria, contando com o apoio do Governo para expandir o desporto, através da criação de alternativas de auxílio.  

Uma das alternativas realizadas pelo Governo foi o aumento do orçamento do Pró-Atleta que passou de R$ 750 mil, em 2020, para R$ 3 milhões, nesse ano. A partir do programa, atletas contemplados recebem valores que variam de R$ 250 a R$ 750 por mês, durante todo o ano, para o custeio com treinamentos e competições.

Além disso, o governador anunciou que todos os atletas vão receber investimento específico por participação em competições internacionais. Albernaz destacou a relevância dessas medidas, dentre as já citadas, e também a importância de ter eventos como o realizado, para incentivar o paradesporto, pensando nas Olimpíadas de Paris, em 2024. 

"Mais do que qualquer coisa, nós devemos vestir a camisa do paradesporto e encaramos isso como uma missão. O estado de Goiás tem a oportunidade e um desejo grande de ser uma potência paralímpica. Temos recursos, homens e mulheres, dispostos a alavancar essa categoria”, afirmou o deputado, que ainda concluiu, “o esporte não é somente inclusão, é algo que todos devemos ter como compromisso, investindo cada vez mais." 

Desempenho goiano em Tóquio 

O Brasil hoje é considerado uma potência paralímpica e conseguiu, agora, nas Paralimpíadas de Tóquio, figurar na 7º posição no ranking, com 72 medalhas no total, sendo 22 de ouro, 20 de prata e 30 de bronze e contou com o apoio dos atletas e equipes de profissionais goianos para essas conquistas.

Para os Jogos Paralímpicos de Tóquio, Goiás foi representado por 19 profissionais, sendo que 14 nasceram em Goiás e disputaram sete das 20 modalidades em que o Brasil competiu. Destes são 12 atletas, um treinador e um médico. Entre os “goianos de coração” temos  quatro atletas e um treinador, que moram em Goiás, treinam e defendem o estado em competições nacionais e internacionais.

Gabinete Dep. Thiago Albernaz Conteúdo de responsabilidade do deputado e sua assessoria de imprensa, não representando opinião ou conteúdo institucional da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego).
Compartilhar