Acesso à
Transparência

Expectativas para o 2° semestre

04 de Agosto de 2021 às 18:00
Crédito: Maykon Cardoso
Expectativas para o 2° semestre
Deputados Bruno Peixoto e Humberto Aidar
Na 1ª sessão pós-recesso, presidente da CCJ, Humberto Aidar, e líder do Governo, deputado Bruno Peixoto, falam de suas expectativas para o novo ciclo iniciado nesta terça-feira com a retomada dos trabalhos na Alego.

O plenário Getulino Artiaga da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) foi palco, na tarde desta terça-feira, 3, da retomada das atividades legislativas para o segundo semestre do ano de 2021. O reencontro, pós-recesso parlamentar, foi marcado por uma sequência de discussões no Pequeno Expediente — ao todo, nove deputados usaram a palavra —, bem como pela deliberação de propostas. 

Ao final do encontro, o presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ), deputado Humberto Aidar (MDB), conversou com a imprensa, quando firmou um compromisso para este novo ciclo que se inicia. Segundo o emedebista, a meta agora é esgotar todos os processos pendentes de análise na comissão.

"Tivemos, no primeiro biênio, uma produção recorde. Queremos literalmente zerar a pauta e entregar a CCJ sem nenhum projeto engavetado até o final de 2021. Já solicitei que a minha assessoria busque todas as matérias, em diligência ou não, para que possamos executar esse planejamento da melhor forma e o quanto antes", disse o presidente do colegiado.

As expectativas para os últimos seis meses do ano também são positivas aos olhos do líder do Governo na Casa, deputado Bruno Peixoto (MDB). O parlamentar, que agora conta com uma base mais ampla no Legislativo, argumenta que a adesão de novos parlamentares ao grupo de apoio do governador Ronaldo Caiado (DEM) só foi possível graças ao trabalho executado pela própria gestão democrata. 

"Estamos trabalhando sempre pensando em melhorar a qualidade de vida da população do estado. O Governo enviou várias matérias, sempre nesse sentido, seja melhorando infraestrutura, atendendo as demandas da Saúde, reestruturando a Educação e aprimorando vários outros pontos do estado. Em virtude de tudo isso é que temos hoje 26 deputados na base. Percebo uma união e estabilidade muito grande por esses pares, haja vista que todos defendem esse Governo abertamente em suas redes sociais", finalizou o líder. 

Agência Assembleia de Notícias
Compartilhar