Cidadão Participativo Itinerante

23 de Outubro de 2013 às 11:06
Crédito: Sérgio Ricardo Sandes Rocha
Cidadão Participativo Itinerante
Cidadão Participativo na Escola Mun. Raimundo Coelho dos Santos
A 14ª edição do programa foi realizada nesta 4ª-feira, 23, na Escola Municipal Raimundo Coelho dos Santos, em Aparecida de Goiânia.

A 14ª edição do Cidadão Participativo Itinerante da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), realizada nesta quarta-feira, 23, na Escola Municipal Raimundo Coelho dos Santos, no setor Marista Sul, em Aparecida de Goiânia, superou as expectativas do coordenador do programa, Andrey Azeredo. Os 235 alunos que assistiram à exposição manifestaram interesse em utilizar o sistema com vistas a conquistar benefícios não apenas para a região, mas para o município de Aparecida e o Estado de Goiás.

Criado por servidores da área de Tecnologia da Informação (TI) da Alego, o Cidadão Participativo Itinerante promove a interação entre sociedade e o parlamento goiano, através do registro de ocorrências (denúncias, sugestões, críticas etc.) diversas ligadas a, por exemplo, saúde, segurança, educação, iluminação das ruas, restauração ou reforma de escolas, denúncias de tráfico de drogas. Enfim, todos os assuntos pertinentes à população.

E os alunos da Escola Raimundo Coelho dos Santos aplaudiram a iniciativa e fizeram uso dela. Antes da exposição do programa, foram chamadas à frente dos alunos as seguintes autoridades: professor Domingos Pereira, secretário municipal de Educação, representante do prefeito Maguito Vilela (PMDB); professor Joel Barbosa Soares, diretor da escola; professora Ilza Cristina, coordenadora pedagógica; Gilberto Moreira, secretário de Polícia Legislativa; Maria Quitéria Barbosa Martins, chefe da Seção Administrativa da Escola do Legislativo; e Andrey Azeredo, coordenador do Cidadão Participativo. Os três últimos servidores da Alego.

Joel Soares deu as boas-vindas à equipe técnica da Alego, ressaltou a satisfação da escola em receber a visita do Cidadão Participativo Itinerante e, depois de ressaltar a importância do programa, pediu atenção dos alunos para a exposição do projeto. Em seguida, discursou Domingos Pereira, que cumprimentou o deputado Helder Valin (PSDB), presidente da Alego, pela criação do programa.

Domingos Pereira agradeceu também ao deputado Daniel Vilela (PMDB), representante do município, que fez a intermediação junto a Valin, para assinatura do Termo de Cooperação, que permitiu que Aparecida de Goiânia recebesse o Cidadão Participativo Itinerante.

O secretário disse que o prefeito, que fez questão de estar presente, na Alego, para assinatura do compromisso, não compareceu à escola para a exposição do programa, porque estava cumprindo agenda, no Sesi. Ele também justificou que não compareceu ontem a Escola Rafael Campos, porque participava da abertura da 3ª Feira de Ciência e Tecnologia.

Em seguida, desfez-se a mesa de abertura do evento para que Andrey Azeredo fizesse a exposição do Cidadão Participativo Itinerante. Antes fez questão de frisar o apoio da Mesa Diretora da Alego, bem como de sua diretoria, ao programa. Frisou que o projeto foi desenvolvido pelos servidores do setor de TI da Alego e que, hoje, ele serve de exemplo para outros estados. Também ressaltou os resultados obtidos com o programa, que pode ser acessado nos 246 municípios goianos, até agora e, em seguida, ensinou os alunos como trabalhar com o Cidadão Participativo Itinerante.

Andrey fez uma ocorrência a pedido do professor Joel Soares, em que solicita uma solução para o problema da falta de água na escola. Em seguida, alguns alunos fizeram ocorrências, pedindo benefícios para a região, tais como mais policiamento nas imediações da escola, onde existem traficantes de drogas; asfalto, bebedouros e melhorias nos banheiros.

Entre os alunos que fizeram questão de utilizar o programa de imediato registramos os seguintes: Sandro César, 12 anos, 6º ano; Beatriz Guimarães, 13, 8º ano; Karita Graziela, 12, 6º ano; Juliana Miguel Ribeiro, 12, º ano; Luís Felipe, 10, 6º ano; e Letícia de Sousa, 12, 6º ano.

Programa


O Cidadão Participativo Itinerante atende aos mais diversos segmentos sociais pela facilidade de locomoção. O Legislativo dispõe de um micro-ônibus caracterizado com as cores do programa, equipado com tablets, smartphones e computadores em redes sem fio. Nesses equipamentos, os cidadãos podem fazer as denúncias, críticas e sugestões sobre os problemas existentes na sua região.

Os dados coletados são, então, encaminhados para as comissões temáticas da Assembleia Legislativa, e podem servir como subsídio para a elaboração de projetos de leis e realização de audiências públicas. O cidadão que participa recebe um número de protocolo, pelo qual terá uma resposta para sua demanda.

A população também pode ter acesso ao programa, baixando o aplicativo do Cidadão Participativo, que é gratuito, disponível para iPhone e Andróide desde 2012. Pelo computador ou notebook, também é possível acessar pelo endereço http://al.go.leg.br/cidadaoparticipativo

Compartilhar