Ir para o conteúdo principal

Talles Barreto discursa na posse de Ronaldo Caiado

A- A+

Talles Barreto discursa em nome da oposição

Discurso proferido pelo deputado Talles Barreto (PSDB) durante solenidade de posse do governador Ronaldo Caiado. (1º de janeiro de 20129).

Senhoras e senhores

O dia de hoje marca o começo de um novo governo e também de uma nova oposição em Goiás.

Por meio do exercício soberano do voto direto, o maior instrumento de transformação que temos em nossas mãos, os milhões de goianos, redefiniram os papéis políticos de seus representantes, no Governo e no Legislativo.

A mensagem que emana das urnas é cristalina: o povo exige uma gestão pública transparente e de responsabilidade. O processo eleitoral, marcado por uma participação inédita dos eleitores para a construção dessa nova realidade política, especialmente por meio das redes sociais, indicou um caminho a ser seguido.

Mais do que em outros períodos de nossa história, os goianos têm consciência de quem somos, de onde viemos e onde chegamos. Não esperam soluções mágicas para as demandas e desafios da sociedade. Defendem, basicamente, a continuidade dos avanços de Goiás com a manutenção e melhoria das conquistas alcançadas até aqui.

Goiás viveu transformações sem precedentes desde a redemocratização e a refundação da República. Transformações que são resultado de uma sequência de governos voltados para o desenvolvimento econômico e social, divididos em dois grandes períodos.

As administrações do MDB, que se estenderam nos anos 90, restauraram os fundamentos do planejamento lançados por Mauro Borges e aperfeiçoaram a infraestrutura de Goiás. Implantaram a primeira fase das políticas de incentivo ao crescimento econômico, com destaque para o Fomentar, e distribuição de renda.

A chegada dos governos do Tempo Novo, no final dos anos 90, trouxe uma forte aceleração do crescimento econômico e social, como resultado de uma administração planejada e eficiente, marcada pela capacidade de atuação do Estado nas mais diferentes áreas da vida dos goianos.

Nesse período, consolidamos o nosso desenvolvimento, dando robustez, segurança jurídica e confiança às ações políticas nos tirando definitivamente do time dos Estados mais pobres e nos colocam hoje dentro do grupo de unidades da federação com os melhores indicadores sociais.

Os governos de Marconi Perillo e José Eliton inseriram Goiás na era moderna, por meio do sensível aperfeiçoamento da máquina pública, com foco na transparência e na valorização dos servidores;

Da profunda expansão dos programas sociais, com divisão e transferência de renda;

Da ampliação e diversificação do crescimento econômico, com a consolidação de um parque industrial globalizado, inovador e tecnológico;

Da valorização e mecanização da agricultura; do aperfeiçoamento do setor de comércio e serviços;

Do estímulo ao empreendedorismo e à produção cultural e como resultado, a geração de novos empregos, que deram mais dignidade e autonomia aos goianos.

Essas conquistas se traduzem em números expressivos, em todas as áreas. Vou me deter aos principais. 

Na economia, o Produto Interno Bruto (PIB) foi multiplicado por onze vezes, passando de R$ 17 bilhões em 98 para a previsão de mais de R$ 200 bilhões neste ano. Os incentivos fiscais do Produzir/Fomentar garantiram um dos maiores crescimentos proporcionais do País da participação da indústria na economia. 

Goiás é hoje a nona maior economia brasileira, possui o sétimo maior parque industrial, o segundo polo farmoquímico, o terceiro maior centro sucroenergético e o quarto maior polo automotivo do Brasil. 

Nos últimos dois anos somam-se mais de R$ 17 bilhões de investimentos privados em solo goiano, que geraram mais de 50 mil empregos diretos e muitas novas oportunidades para o nosso povo. 

Somos um dos cinco Estados que mais geram empregos formais no Brasil. 

A associação entre geração de emprego e programas sociais levaram à maior redução proporcional do País da diferença de renda entre os mais ricos e os mais pobres. 

Na Educação pública estadual saímos da 16ª posição para o 1º lugar no Ideb, temos as melhores notas em matemática e português da história. São mais de 1 mil escolas da rede estadual, sendo que a metade destas unidades passaram por reformas e melhorias somente nos últimos dois anos, atendendo com qualidade quase 550 mil alunos. Foram implantados mais de 47 Colégios Militares que contribuem para a formação de cidadãos participativos e capazes. 

Formamos mais de 100 mil goianos pela UEG e outros 200 mil goianos tiveram acesso ao ensino superior por meio da Bolsa Universitária, desde a sua criação em 1999. 

Na saúde, o atendimento nos hospitais estaduais se tornou referência no Brasil. O Estado possui atualmente mais de 20 unidades de saúde em diferentes especialidades e em várias regiões de Goiás. Temos o maior hospital público do Centro-Norte do País, o Hugol. 

Também criamos o primeiro complexo hospitalar público do Centro-Oeste atuante na área de reabilitação e readaptação que é o CRER, um orgulho para todos nós goianos. Outras oito unidades estão em construção no interior. Ressalto uma obra importante, que está sendo finalizada, que é o Hospital Estadual Geral e Maternidade de Uruaçu – o Hemu - no norte do Estado.

Na segurança pública, os principais indicadores de violência vêm registrando queda consistente e continuada nos últimos dois anos, como resultado de políticas e programas continuados desenvolvidos por nossas forças de segurança. Temos, senhoras e senhores, uma das Forças Policiais melhor equipada, preparada e valorizada do País.

Isto graças aos pesados investimentos realizados nesta área pelo Estado. Tanto em equipamentos novos e modernos, como a renovação da frota policial com viaturas de última geração e armamento importado, como na área de inteligência, uma das mais eficientes no País, e aumento do efetivo policial com concursos para a inclusão de mais de 3 mil policiais militares, civis e bombeiros.

Na infraestrutura, ampliamos a duplicamos nossa malha rodoviária estadual para 400 quilômetros, a terceira maior do País, pavimentamos mais de 2 mil quilômetros e estamos entregando rodovias estaduais modernas e em excelente estado de conservação. Uma grande satisfação para nós goianienses, é termos todas as nossas saídas reestruturadas como

a Go – 020 que liga Goiânia a Bela Vista,
a Go - 080, passando por Nerópolis até a BR-153
e a Go - 070 chegando até a Cidade de Goiás.
Como não ressaltar obras importantes: a construção do Centro Excelência,  do Centro Cultural Oscar Niemayer, do Centro de Convenção de Anápolis e a reforma e ampliação do Autódromo Internacional de Goiânia. 

Na cultura, vivemos uma fase sem precedentes de investimentos na valorização de nossas tradições, bem como no aprofundamento da produção artística e na realização de novos eventos, como o Fica na cidade de Goiás, o Canto da Primavera em Pirenópolis, o Aruanã EmCanto e o TeNpo em Porangatu. 

O servidor público do Estado deixou de ser visto e tratado como um problema de gestão para transformar em parte imprescindível dela. As diferentes carreiras foram estruturadas e aparelhadas com significativos incrementos nos salários. Um exemplo disso podemos ver no Vapt Vupt – um serviço integrado que ampliou o acesso aos serviços públicos, visando um atendimento rápido, de qualidade e eficaz.

Apesar de todas as dificuldades que o Brasil enfrentou nos últimos quatro anos, não temos dúvidas de que o novo governo terá todas as condições de realizar uma boa gestão para o povo goiano.

O endividamento do Estado é o menor da história proporcionalmente, desde 1998, os serviços públicos de saúde, educação e segurança pública funcionam e a economia de Goiás, apesar de afetada pela crise econômica nacional  e agravada pela greve dos caminhoneiros deste ano, emite sinais consistentes de forte retomada do crescimento nos próximos quatro anos.

Faço este relato, senhoras e senhores, para mostrar que Goiás é hoje um Estado muito melhor para viver, trabalhar e empreender. É moderno, mais rico e desenvolvido. 

Como escreveu o poeta gaúcho Mario Quintana: “São os passos que fazem os caminhos”

Portanto a gestão que assume hoje não começará Goiás do zero! 

Muito pelo contrário. Tem o dever, delegado pelas urnas, de manter as conquistas. Tem o direito de aperfeiçoar as ações e programas de governo, mas tem a obrigação de entregar um Estado melhor e maior do que recebeu.

Os governos do MDB entregaram um Estado melhor do que receberam.

Os governos do PSDB entregaram um Estado mais eficiente e melhor do que aquele que recebeu.

Portanto, o governo do DEM tem a obrigação de entregar um Estado maior e melhor ainda.

Os governos do Tempo Novo construíram e deixam seu legado para Goiás. A gestão do agora governador Ronaldo Caiado está desafiada a deixar o seu. Os goianos não esperam nada diferente disso.

A oposição, não descansou um dia sequer, para pintar um Goiás atrasado e caótico, e a partir de hoje, passa a ser governo. A expectativa do poder é ilimitada, já o poder tem suas limitações.

Este será o papel da nova oposição: fiscalizar o novo governo e cobrar as suas promessas de campanha eleitoral, segundo as dimensões e prazos estabelecidos.

A promessa de regionalizar, ainda mais, a saúde pública do Estado.

A promessa de não elevar a carga tributária,  pois os goianos de menor renda não suportariam pagar mais impostos.

A promessa de fazer um governo transparente e acessível ao cidadão.

A promessa de manter os programas de incentivos fiscais que tanto atraem investimentos para o Estado e geram milhares de empregos e oportunidades para o nosso povo. Inclusive fui contra as recentes alterações feitas na lei de incentivos fiscais.

O PSDB não pode ter e não terá a prepotência e a arrogância de afirmar que seus governos foram melhores que os dos outros. Como eu disse anteriormente, fomos parte de uma construção histórica que reconhece em nossos antecessores as marcas de suas gestões à frente de Goiás. Legado que respeitamos e aperfeiçoamos em conjunto com todos os goianos.

Aliás, esperávamos, desde já, um pouco mais de confiança e reciprocidade deste Governo na composição de sua equipe, que, merece todo nosso respeito, mas poderia ser melhor representada pelos goianos que aqui estão e ajudam a construir nosso Estado.

Tanto nos setores público quanto privado, Goiás é reconhecido mais por exportar do que por importar quadros e lideranças qualificadas e capacitadas. Aos que estão vindo ou retornando para ajudar a construir nosso Estado, sejam bem vindos, e que tenham ciência das responsabilidades e cobranças que lhes serão direcionadas.

 Temos de ter humildade e trabalhar muito para que o governo realize mais para todos que estudam, trabalham, empreendem e moram em Goiás. Gerar as oportunidades que todos os goianos anseiam para o futuro.

Estaremos aqui para lembrá-lo dessa missão, excelentíssimo senhor governador Ronaldo Caiado.

A nova oposição terá responsabilidade com o futuro no nosso Estado. Sabemos que a missão de um bom governante não é a de agradar a todos, mas de tomar decisões necessárias, muitas delas, difíceis e amargas, com ganhos para a coletividade, não para minorias privilegiadas. Faremos uma oposição responsável pelos goianos e para os goianos.

Acompanhar e fiscalizar os atos do governo, no entanto, não é apenas um papel da oposição, mas de todos os parlamentares desta Assembleia Legislativa, de todos os partidos, de todos os representantes dos diferentes segmentos da sociedade.

Cumprimento os parlamentares eleitos e reeleitos e divido, com todos, essa responsabilidade, assim como a exercemos quando formávamos a base de apoio do governo, sempre contribuindo decisivamente para o aperfeiçoamento das matérias enviadas pelo Executivo para a apreciação e votação desta Casa.
A nova legislatura  terá início em fevereiro tem como responsabilidade a de garantir a manutenção das conquistas alcançadas com muito esforço pelo povo goiano e a missão de trabalhar para que novas conquistas e avanços venham nestes próximos quatro anos no Estado.

Entrei para a política em 1989, participando da campanha presidencial, que teve Vossa Excelência como candidato a presidente da República. Posteriormente filiamos ao partido da Frente Liberal – PFL e atuamos na campanha pelo governo do Estado em 1994. Atuamos nas seguintes candidaturas para Deputado Federal em 1998 e 2002, época em que estive à frente do PFL Jovem.

Com a experiência das responsabilidades que a mim foram dadas, dos mandatos e cargos que ocupei, continuarei atuando de forma municipalista em prol da população, honrando cada um dos 36.456 votos goianos que me escolheram para representá-los nesta Assembleia Legislativa.

Conhecendo a realidade e necessidade das nossas cidades e os seus anseios, nossa atuação séria e compromissada com nosso povo, ao longo de nossos mandatos, se tornou a nossa marca registrada e, agora, na oposição não será diferente.

Um exemplo que podemos citar é a luta pela aprovação de projetos como orçamento impositivo e ICMS ecológico, impactando e beneficiando de forma direta os municípios. 

Inclusive, quero aqui deixar meu pedido que a Vossa Excelência que reveja o artigo que retira a obrigatoriedade de investir 3,25% da receita nas áreas de Ciência e a Tecnologia, que foi incluído na PEC dos Subsídios para Desembargadores, por solicitação do novo Governo. Instituições como a UEG e Fapeg, sofrerão com esse retrocesso, que terá um grande impacto nas pesquisas e consequentemente no desenvolvimento científico e de inovação do nosso Estado.

Einstein, escreveu uma vez: “O meu ideal político é a democracia, para que todo homem seja respeitado como um indivíduo e nenhum venerado.”

Assim, priorizaremos o interesse da população elaborando leis, solucionando demandas, buscando benefícios, fiscalizando o Executivo - mas sempre com o intuito de trazer o melhor para os goianos, fazendo o nosso dever de casa – para o qual fomos escolhidos e eleitos.

Vamos atuar como oposição ao governo, mas não ao desenvolvimento de Goiás.

Este novo mandato que ora conquistamos, fruto da manifestação de confiança, será exercido com a responsabilidade de dar continuidade na construção de um Estado cada vez melhor para todos e assim o faremos: trabalhando para transformar Goiás.

O dia de hoje marca, como disse, o início de um novo governo e também de uma nova oposição. Vamos assumir o papel de acompanhar, fiscalizar e criticar a nova gestão com responsabilidade. Nunca, nunca, na esfera pessoal.

Não descansaremos um só dia da missão, delegada pelo povo goiano, de cobrar e garantir que continuaremos a viver em um Goiás que garante o sustento e de nossas famílias e nos acolhe com suas belezas e a generosidade do nosso povo.

Encerro meu discurso com um trecho da música 

“ Balada Goiana” de Marcelo Barra.

“[...]Todos tem um amor na vida,

Que os inspira a cantar.

Eu só canto a minha cidade,

Minha terra, meu sonho, meu lar

Terra linda, venturosa,

Terra amada de meus pais.

Minha terra de luz e vida

É Goiás, Goiás, Goiás!”

Um Goiás que muito nos orgulha.

Que seja feita a vontade de Deus, que Ele continue nos iluminando!

Muito obrigado!

Assembleia em Tempo Real

24/04/2019

19:10 - Encerramento das atividades

17:52 - Escola do Legislativo e o Instituto Legislativo Brasileiro firmam convênio

17:30 - Adriana Accorsi promove reunião com entidades para avaliar contratos do Minha Casa Minha Vida

17:06 - Encerrada sessão ordinária desta quarta-feira, 24

17:02 - Adiada votação da indicação de Maria Euzébia de Lima para o Conselho Estadual de Educação

16:37 - Deputados mantem veto integral sobre proposta que criava política de agricultura irrigada

16:35 - Aprovada indicação de Eduardo Mendes Reed para o Conselho Estadual de Educação

16:33 - Aprovada indicação de Sebastião Lázaro para o Conselho Estadual de Educação

16:22 - Projeto que autoriza uso de chapéu em plenário é aprovado em primeira votação

16:07 - Lissauer Vieira indefere PEC apresentada por Thiago Albernaz

16:00 - Talles Barreto rebate, na tribuna, discursos de três parlamentares

15:55 - Lêda Borges critica rejeitação de sua PEC e reapresentação com conteúdo semelhante

15:48 - Virmondes Cruvinel diz que Fórum do Setor Energético vai retomar reuniões e audiências

15:46 - Adriana Accorsi critica privatização da Celg e qualidade do serviço prestado pela Enel

15:38 - Alysson Lima critica aumento da tarifa de ônibus em Goiânia e Região Metropolitana

15:35 - Thiago Albernaz diz que bancada cristã não aceitará defensor de ideologia de gênero no Conselho de Educação

15:31 - Estudantes de direito prestigiam sessão ordinária

15:29 - Ao todo, 25 deputados apresentam matérias durante a sessão desta quarta-feira, 24

15:23 - Projetos e vetos da Governadoria são lidos no expediente desta quarta-feira, 24

14:59 - Aberta sessão ordinária desta quarta-feira, 24

14:51 - Karlos Cabral declara encerrada reunião da Comissão de Finanças

14:30 - Comissão de Finanças vota projetos do Governo e de parlamentares

14:03 - Reunião da Comissão de Finanças é aberta nesta tarde

13:37 - Lissauer Vieira propõe iniciação científica em currículos do ensino médio e fundamental

Assembleia Legislativa do Estado de Goiás - Palácio Alfredo Nasser - Alameda dos Buritis, 231.
Setor Oeste - CEP: 74115-900 - Tel: (62) 3221-3000. CNPJ: 02.474.419/0001-00.

Carregando...