Ir para o conteúdo principal

A- A+

Educação amarga prejuízo de bilhões

Artigo do deputado Thiago Peixoto (PMDB) publicado no jornal O Popular, edição de 25.11.2010.

* Thiago Peixoto é economista, deputado estadual e deputado federal eleito (PMDB), autor do livro Educação: o Desafio de Mudar


Antes de mais nada temos algo a comemorar: o investimento público em Educação alcançou a marca inédita de 5% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro em 2009, conforme recente divulgação do MEC. Trata-se do mais alto valor já registrado, colocando-nos mais próximos do que ocorre nos países desenvolvidos, que investem, pelo menos, 6% do seu PIB no setor. Mas, ainda, não podemos comemorar em grande estilo essa conquista, pois esse incremento não se fez acompanhar da eficiência necessária para gerar qualidade no ensino.

Para se ter ideia de como estes recursos foram mal aplicados no setor educacional, a China, por exemplo, despende menos da metade (48,5%) do que gastamos por aqui, com cada aluno, e ainda tem uma escolaridade 19% superior à nossa, em anos. Quando nos comparamos a países participantes do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa) e que gastam volume de dinheiro semelhante, per capita, somente os estudantes da Colômbia tiveram nota inferior à brasileira na educação básica. Uruguai, Turquia e Chile investem como o Brasil, mas conseguem que seus estudantes alcancem resultados bem melhores.

Segundo dados levantados por um recente estudo da Fiesp, a má gestão do dinheiro público investido na educação faz com que o Brasil perca anualmente R$ 56 bilhões. Se o Brasil investisse na área com a mesma eficiência dos vizinhos Uruguai, Bolívia, El Salvador, Peru, Paraguai, Nicarágua ou Equador, a média de escolaridade nacional subiria 2,4 anos, que impactaria sobre a produtividade da mão- de-obra e, por fim, sobre o PIB per capita do Brasil, que aumentaria 10,5% em dez anos. Como podemos ver, essa ineficiência na gestão do sistema educacional acarreta perda do desempenho pessoal dos alunos, que aprendem menos do que deveriam, provocando consideráveis perdas para o País.

É fundamental que se gaste mais em educação, mas não podemos continuar gastando muito para fazer pouco ou malfeito. Mais verba tem de resultar em mais tempo na escola e maior qualidade do ensino. Os problemas estruturais do nosso sistema educacional são tão profundos que, agora, começamos a comprovar que o simples aumento de verbas acompanhado de intervenções pequenas e graduais faz pouca diferença.

Mesmo com este recorde de investimentos, não estamos atingindo todo o nosso potencial. E esse é o sintoma mais evidente do colapso do nosso sistema educacional, que precisa de uma urgente e ampla reforma com foco num ensino que garanta conhecimento, matéria-prima fundamental para o desenvolvimento de uma nação.
 

Assembleia em Tempo Real

24/04/2019

19:10 - Encerramento das atividades

17:52 - Escola do Legislativo e o Instituto Legislativo Brasileiro firmam convênio

17:30 - Adriana Accorsi promove reunião com entidades para avaliar contratos do Minha Casa Minha Vida

17:06 - Encerrada sessão ordinária desta quarta-feira, 24

17:02 - Adiada votação da indicação de Maria Euzébia de Lima para o Conselho Estadual de Educação

16:37 - Deputados mantem veto integral sobre proposta que criava política de agricultura irrigada

16:35 - Aprovada indicação de Eduardo Mendes Reed para o Conselho Estadual de Educação

16:33 - Aprovada indicação de Sebastião Lázaro para o Conselho Estadual de Educação

16:22 - Projeto que autoriza uso de chapéu em plenário é aprovado em primeira votação

16:07 - Lissauer Vieira indefere PEC apresentada por Thiago Albernaz

16:00 - Talles Barreto rebate, na tribuna, discursos de três parlamentares

15:55 - Lêda Borges critica rejeitação de sua PEC e reapresentação com conteúdo semelhante

15:48 - Virmondes Cruvinel diz que Fórum do Setor Energético vai retomar reuniões e audiências

15:46 - Adriana Accorsi critica privatização da Celg e qualidade do serviço prestado pela Enel

15:38 - Alysson Lima critica aumento da tarifa de ônibus em Goiânia e Região Metropolitana

15:35 - Thiago Albernaz diz que bancada cristã não aceitará defensor de ideologia de gênero no Conselho de Educação

15:31 - Estudantes de direito prestigiam sessão ordinária

15:29 - Ao todo, 25 deputados apresentam matérias durante a sessão desta quarta-feira, 24

15:23 - Projetos e vetos da Governadoria são lidos no expediente desta quarta-feira, 24

14:59 - Aberta sessão ordinária desta quarta-feira, 24

14:51 - Karlos Cabral declara encerrada reunião da Comissão de Finanças

14:30 - Comissão de Finanças vota projetos do Governo e de parlamentares

14:03 - Reunião da Comissão de Finanças é aberta nesta tarde

13:37 - Lissauer Vieira propõe iniciação científica em currículos do ensino médio e fundamental

Assembleia Legislativa do Estado de Goiás - Palácio Alfredo Nasser - Alameda dos Buritis, 231.
Setor Oeste - CEP: 74115-900 - Tel: (62) 3221-3000. CNPJ: 02.474.419/0001-00.

Carregando...