Ir para o conteúdo principal

CPI da Enel

A- A+

CPI da Enel vai a Anápolis

CPI da Enel agenda próxima reunião para a Câmara Municipal de Anápolis. A mudança atende solicitação dos vereadores daquele município. A decisão foi tomada durante os debates que ocorreram na quinta-feira, 11.

Sob o comado de seu presidente, o deputado Henrique Arantes (PTB), os membros titulares e suplentes da CPI da Enel estiveram reunidos, na manhã de quinta-feira, 11, para definir pontos da agenda e também deliberar vários requerimentos inclusos na pauta, todos devidamente aprovados. No início deste quarto encontro, foram ainda encaminhados diversos documentos recebidos por órgãos externos a demandas previamente solicitadas.

Um dos principais pontos acordados, foi a transferência da próxima reunião ordinária para a Câmara Municipal de Anápolis. A previsão é que esta ocorra, excepcionalmente, nesta quarta-feira, 17. A mudança atende pedido de legisladores do município, que também manifestaram desejo de participar das discussões. O horário ainda será, no entanto, definido junto ao presidente do órgão, o vereador Leandro Ribeiro (PTB).

A antecipação do encontro, pré-fixado para ocorrer sempre nas manhãs de quinta-feira, surge em decorrência da possibilidade de prolongamento do feriado da Semana Santa, que, começaria, então, já no dia 18 (próxima quinta-feira).

Outro ponto pacificado na agenda do colegiado, neste quarto encontro, foi a reunião ordinária da quinta-feira da semana seguinte, dia 25. Nesta, está prevista, por sua vez, a realização de oitiva com o presidente do Conselho Regulador da Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos (AGR), Eurípedes Barsanulfo da Fonseca.

A convocação, aprovada por requerimento incluso na pauta, foi defendida pelo deputado Alysson Lima (PRB), coautor da proposta que deu origem à CPI com Henrique Arantes. Ao fazê-la, ele, que também é membro titular do colegiado, destacou a importância de que a entidade apresente o balanço dos últimos dois anos e meio de suas ações fiscalizadoras, com todos os extratos de autos de infração que, por ventura, tenham sido aplicados à Enel.

O objetivo seria verificar se as multas lavradas em nome da fornecedora italiana estão sendo, de fato, cobradas. Em especial, ele destaca sanção no valor de R$ 18 mil, que teria sido aplicada à empresa, em 2017.

Os deputados também rebateram, nesta ocasião, críticas que vêm sendo levantadas contra a CPI por alguns colegas parlamentares da Casa e outros, como o ex-deputado federal e empresário goiano Sandro Mabel (PMDB). Para estes, os trabalhos de investigação estariam atrapalhando a expansão de investimentos no setor empresarial em Goiás.

Contrários a essa visão, os deputados membros da CPI saíram em defesa do colegiado. Eles afirmaram que a má prestação de serviços da Enel é uma das causas que estaria, justamente, atravancando o referido desenvolvimento do Estado. Segundo estes, várias empresas estariam hoje impossibilitadas de ampliar seus respectivos parques industriais por deficiências presentes na atual malha de fornecimento de energia elétrica.

Nas próximas reuniões os membros do colegiado ainda deverão definir as agendas de oitivas previstas com os ex-governadores de Goiás Marconi Perillo e José Eliton (ambos do PSDB) e com o presidente da Enel, Abel Rochinha. Também deverão deliberar igualmente sobre sugestão apresentada, de visita técnica à sede da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em Brasília.

Assembleia em Tempo Real

17/07/2019

13:03 - Encerramento das atividades

12:42 - Projeto de Lissauer Vieira pretende garantir ensino de noções de Direito nas escolas estaduais

11:17 - Karlos Cabral quer disciplinar o prazo de vida útil no transporte escolar

10:30 - Projeto prevê que todos os conteúdos das plataformas virtuais devem ser acessíveis para os deficientes

09:29 - 25 de setembro deve ser instituído o Dia da Luta contra a Ataxia Espinocerebelar

08:17 - Projeto de Henrique César propõe teste de triagem neonatal em hospitais de Goiás

07:30 - Álvaro Guimarães propõe a inclusão de peixes na merenda escolar da rede pública

06:45 - Início das atividades

16/07/2019

13:05 - Encerramento das atividades

12:46 - Júlio Pina quer que 25% das vagas nos colégios militares sejam para filhos e dependentes de PMs e bombeiros

11:27 - Projeto visa dar transparência aos processos de licitação

10:43 - Alteração do Pró-Atleta visa beneficiar desportistas femininas

09:18 - Projeto de lei quer estabelecer em 20 minutos o tempo máximo de espera em agências bancárias

08:29 - Zé Carapô quer maior autonomia a produtor familiar

07:30 - Proposta de Amilton Filho incentiva a atividade circense no Estado

06:53 - Início das atividades

15/07/2019

13:01 - Encerramento das atividades

11:38 - Lêda Borges propõe política de combate ao bullying em escolas públicas

11:28 - Projeto de Henrique César propõe maior controle de armas

10:21 - Adriana Accorsi quer que mulheres internadas sem acompanhante sejam assistidas por profissional do sexo feminino

09:15 - Projeto auxilia portadores de doenças que utilizam aparelhos que consomem energia elétrica

08:00 - Lucas Calil propõe equiparar direitos em prol de pessoas com doença renal crônica

07:30 - Projeto institui alterações na lei que regulamenta concursos públicos

07:08 - Início das atividades

Assembleia Legislativa do Estado de Goiás - Palácio Alfredo Nasser - Alameda dos Buritis, 231.
Setor Oeste - CEP: 74115-900 - Tel: (62) 3221-3000. CNPJ: 02.474.419/0001-00.

Carregando...