Acesso à
Transparência

Charles Bento quer identificação biométrica para aumentar a segurança em estádios

20 de Novembro de 2018 às 12:53

De autoria do deputado Charles Bento (PRTB) o projeto de lei n° 2976/17, está pautado para apreciação em primeira discussão e votação na tarde desta terça-feira, 20. O projeto tem por objetivo obrigar a utilização de sistema de identificação biométrica nas entradas e de sistema de monitoramento por imagem em toda a área de uso comum de estádios com capacidade superior a 10 mil pessoas, nos dias de jogos de futebol, no âmbito do Estado de Goiás

De acordo com o parlamentar, alguns clubes brasileiros já iniciaram o cadastramento de integrantes de suas torcidas organizadas, que é exigido pelo Estatuto de Defesa do Torcedor, e faz parte do programa Torcida Legal, um conjunto de medidas para coibir atos de violência no futebol e que tem como parceiro o Ministério Público, entre outras instituições.

Além disso, por meio desses sistema de identificação poderá ser  realizado cruzamento, em tempo real, com outros bancos de dados disponibilizados por órgãos de segurança, tais como: de pessoas impedidas de comparecimento às proximidades de estádios; de foragidos; de mandados de prisão; de associados ou membros das torcidas organizadas; de demais bancos de dados de órgãos públicos relativos à segurança pública e do Poder Judiciário.

Charles Bento destaca que o cadastramento é realizado pelo sistema de identificação biométrica similar ao da Justiça Eleitoral, que utiliza a impressão digital, ou ainda por meio de fotografia, capaz de registrar e identificar até cem mil faces por segundo. Essa tecnologia é um forte aliada na promoção da paz nos estádios.

Por fim, o deputado pede o apoio dos parlamentares para a aprovação da propositura, "que, sem dúvida, irá promover a paz em nossos estádios e colocar Goiás em posição de destaque nacional e internacional".

Compartilhar